De acordo com a agência de notícias Reuters, a fabricante AMD está nos processos iniciais de discussão para definir se vai se dividir em dois ou modificar o modelo de negócios. O objetivo é bater de frente contra a Intel de forma mais agressiva no mercado.

Segundo as fontes do site, uma das opções de fragmentação é separar a companhia em dois: uma parte para as placas de vídeo e os negócios de licenciamento, outra com o mercado de servidores (data centers ou processadores).

Há algum tempo, essa ideia já havia entrado na pauta da empresa, mas foi rejeitada. Desta vez, a AMD até contratou uma empresa de consultoria para traçar os possíveis cenários de fragmentação ou criação de uma companhia paralela.

Nada está certo até agora

São muitas as variáveis que a AMD deve considerar antes de tomar uma decisão. Para começar, os contratos de licenciamento mútuo com a Intel podem ser abalados no caso de uma separação.

Ainda assim, a necessidade existe: concorrentes com placas de menor custo e alta qualidade surgiram nos últimos anos e incomodaram a empresa, que enxergaria na separação uma forma de manter uma equipe sempre focada em como melhorar cada setor, em vez de sempre ter que enxergar o quadro completo da gigante. Na questão financeira, a saúde da Intel também é melhor do que a da rival, que encarou encolhimentos no orçamento e aumento em custos operacionais.

Até agora, as conversas estão muito no começo e não é possível saber qual será a decisão final. Porém, uma coisa é certa: a empresa está determinada a considerar todas as possibilidades para mudar a situação atual da companhia.

Cupons de desconto TecMundo: