A AMD anunciou no último domingo (12) que três de seus executivos de nível sênior vão deixar a companhia. A decisão se segue ao anúncio da nova CEO da companhia e de uma rodada de demissões, ambas partes de um processo de reformulação que tem como objetivo permitir que a empresa trabalhe no mesmo nível que concorrentes como Intel e NVIDIA.

Entre os executivos que deixam a companhia está John Byrne, chefe da divisão de computação e gráficos, cujas funções vão ser desempenhadas pela CEO Lisa Su até que um substituto seja encontrado. Também deixaram a organização Colette LaForce, diretora de marketing, e o diretor de estratégia Raj Naik — até o momento, não foi divulgado quem vai ocupar os cargos deixados vagos.

Desde 2011, as ações da AMD vêm se desvalorizando devido à participação de mercado que a empresa cedeu à Intel. Na tentativa de impedir essa tendência, a companhia apostou na diversificação de seus negócios, apostando em consoles e servidores de baixo consumo energético — estratégias bem aceitas, mas cujo ritmo de evolução têm sido considerado lento por Wall Street.

Segundo a organização, as mudanças são parte de sua “implementação de um design otimizado a um time de liderança” cujo objetivo é o crescimento de suas atividades. Na última segunda-feira, as ações da empresa tiveram uma ligeira queda de 0,76% em seu valor em resposta às mudanças realizadas.

Cupons de desconto TecMundo: