Ao pensar em AMD, a primeira coisa que passa na cabeça dos heavy-users de PC são CPUs e GPUs. Mas, para quem não sabia, já circulava na rede o rumor de que a AMD entraria oficialmente no crescente mercado de SSDs – e com preços agressivos para competir em pé de igualdade com as outras marcas. Dito e feito: a empresa se aliou à OCZ, que pertence à Toshiba, para fabricar a sua própria linha de SSDs, a Radeon R7.

São três modelos de drive em estado sólido que devem chegar ao mercado até o final deste ano: 120 GB, 240 GB e 480 GB. Os dispositivos de armazenamento serão totalmente fabricados pela OCZ com o uso de chips NAND de 7 mm, têm quatro anos de garantia e incluem adaptadores de drives de 3,5 polegadas para desktops, além de um disco de software de clonagem da Acronis, que visa ajudar no processo de migração de dados.

Preços competitivos

Os preços começam em US$ 99 para o modelo de 120 GB, US$ 164 para o SSD de 240 GB e US$ 299 para quem optar pelo dispositivo de armazenamento de 480 GB, quase metade de 1 TB.

A concorrência, no entanto, buzina na orelha da AMD. A Samsung, por exemplo, vende o seu 840 EVO, um SSD de 120 GB, pelo preço médio de US$ 89 (10 dólares a menos que o dispositivo da AMD). A Kingston, uma das líderes desse mercado, alcança entre US$ 50 e US$ 75 pelo SSDNow V300, que tem também 120 GB.

A seu favor, a AMD tem o fator garantia, que é de quatro anos, a confiabilidade da marca, aliada à craque Toshiba, e a tecnologia NAND, que otimiza as velocidades de transferência.

Família Vector

Os SSDs da AMD estarão entre a consagrada família Vector, que tipicamente é voltada a profissionais que utilizam grande tráfego de dados, e a Vertex, mais direcionada ao uso cotidiano. Ambos são compostos por um modelo semelhante ao Vector 150, mas com um pouco menos de performance. Confira só as especificações:

Com isso, os gamers que forem fãs da marca podem montar um PC praticamente completo da AMD, incluindo esses “componentes acessórios”.

Cupons de desconto TecMundo: