(Fonte da imagem: Reprodução/SlashGear)

Você já ouviu falar sobre memória heterogênea? Trata-se de um tipo de memória RAM capaz de ceder dados e informações para processadores centrais e gráficos ao mesmo tempo. E a AMD acaba de anunciar um sistema que pode trazer isso aos consumidores de uma maneira ainda mais interessante do que era esperado por especialistas e consumidores apaixonados por tecnologia.

A empresa de chips anunciou que está trabalhando na memória hUMA (Heterogeneous Uniform Memory Access). Em português, isso significa que se trata de uma “Memória de Acesso Heterogêneo e Uniforme”. Ou seja, ela permite que as várias unidades de processamento possam acessar os dados ao mesmo tempo e da mesma maneira, não favorecendo uma ou outra fonte de requisição.

Atualmente, a memória precisa duplicar as informações antes de disponibilizá-las para CPU e GPU ao mesmo tempo. Isso torna o processo um pouco mais lento do que deveria ser, mas o problema será completamente sanado com a chegada da hUMA, que pode estar presente na próxima geração de APUs da AMD —a  Kaveri, mostrada na CES, mas ainda sem muitos detalhes.

(Fonte da imagem: Reprodução/Hot Hardware)

O grande trunfo do novo sistema está na utilização de memória “bidirecional coerente”. Isso significa que as duas metades (CPU e GPU) do chip levam menos tempo para rastrear modificações de dados. Isso ainda se alia a um melhor gerenciamento da memória, fazendo com que todo o processo fique mais dinâmico e inteligente.

Cupons de desconto TecMundo: