A AMD vem sofrendo com problemas financeiros há algum tempo, vendendo e alugando instalações para tentar se salvar um pouco da falta de dinheiro.

A mais nova tentativa de acabar com a crise foi um corte no pedido de wafers, base para a fabricação dos processadores que a empresa faz. Agora, descobriu-se que o corte trouxe uma bela multa para a fabricante de chips.

A AMD cortou em 3/4 o pedido de wafers de silício da empresa Globalfoundries. O contrato inicial previa que a empresa de chips pagaria US$ 500 milhões bimestrais pelos wafers. Só que, para salvar um pouco do seu dinheiro, diminuiu o pedido e pagou apenas US$ 115 milhões.

O barato saiu caro

Esse corte fez com que a fabricante de wafers reclamasse seus direitos, já que a AMD quebrou o contrato firmado com a empresa. Por causa disso, uma multa de US$ 320 milhões terá de ser paga pela AMD. Isso faz com que a economia feita na quebra de contrato seja de US$ 65 milhões.

Só que nem tudo é tristeza, já que a AMD firmou um contrato novo com a Globalfoundries, pagando um pouco menos por wafers que serão base para chips de 28 nm que devem ser lançados no futuro.

Cupons de desconto TecMundo: