Quando se trata de processadores, a guerra se resume a dois grandes nomes: AMD e Intel. Com os chips Sandy Bridge, a Intel planejava dominar o mercado dos notebooks para gamers, visto que os componentes misturam o processamento comum com a aceleração gráfica. A AMD não ficou atrás e também entrou na briga. A nova aposta da empresa são os processadores AMD Fusion A-Series, lançados oficialmente no dia 14 de junho.

Ao contrário da Intel, que utiliza GPU HD Graphics (pouco elogiada pelos usuários), a AMD aposta em controladores gráficos mais potentes, como é o caso do HD 6620G (que mesmo sendo o mais fraco da série, conta com clock de 444 MHz). Logicamente a utilização de APUs não elimina a necessidade de chipsets mais fortes, mas para filmes e jogos menos pesados é uma alternativa muito boa.

Segundo a AMD, todos os novos processadores da série Fusion A-Series contam com compatibilidade aos sistemas 3D para jogos e reprodução de Blu-rays, configurações para vários monitores, suporte para DisplayPort e HDMI 1.4 e também USB 3.0. A empresa afirma ainda que essa é a primeira geração de processadores quad-core a apresentarem microarquitetura Llano de 32 nm.

Outro fator interessante é a promessa de baterias mais autônomas, com duração de até dez horas. Com o novo lançamento, que varia entre 499 e 599 dólares, a AMD planeja competir diretamente com os chips Intel Core i3, i5 e i7. O que fica claro até mesmo nos nomes dos novos dispositivos: A4, A6 e A8.Confira alguns detalhe sobre os novos processadores.

Cupons de desconto TecMundo: