A AMD realizou ontem (25) o evento Capsaicin Sigraph, ocasião em que apresentou novos produtos e algumas estratégias para o mercado de workstations.

A primeira informação importante da apresentação foi a revelação de três novas placas de vídeo que integram a família de produtos Radeon Pro WX, que visam atender aos criadores de conteúdo que buscam mais poder de processamento.

As novas placas contam com a arquitetura Polaris e são projetadas para levar excelência em computação para os profissionais do ramo. De acordo com a informação da fabricante, os novos componentes abusam de tecnologias abertas e não proprietárias, mas são especialmente desenvolvidos para que as pessoas possam criar a “arte do impossível”.

Novas Radeon Pro WX

No Capsaicin Sigraph, a AMD apresentou três modelos: Radeon Pro WX 7100, Radeon Pro WX 5100 e Radeon Pro WX 4100. Segundo o que a AMD relatou, a Radeon Pro WX 7100 é voltada para demandas de engenharia de design e fluxos de trabalho de entretenimento e é ofertada como a solução mais acessível da AMD para criação de conteúdos de realidade virtual.

A Radeon Pro WX 5100 é uma opção apropriada para desenvolvimento de produtos e é compatível com game-engine em virtualização de design. Por fim, a Radeon Pro WX 4100 entrega bons resultados em aplicações de performance de médio alcance para profissionais CAD em workstations compactas.

AMD libera código do ProRender com GPUOpen

Além das novas placas, a AMD anunciou que sua poderosa engine Radeon ProRender, com base física, se tornará open source (código aberto), dando acesso para desenvolvedores ao código-fonte do software.

O ProRender (antes conhecido como AMD FireRender) integra a lista de softwares do GPUOpen, permitindo que os usuários tragam ideias à vida por meio de aplicações de alta performance e fluxos de trabalho melhorados com renderização fotorrealística.

Diferente de outros renderizadores, o Radeon ProRender pode simultaneamente usar e balancear capacidades computacionais de múltiplas GPUs e entregar aceleração da GPU de ponta para produzir resultados rápidos e precisos.

Os plugins Radeon ProRender estão disponíveis para Autodesk 3ds Max e SOLIDWORKS, mas a AMD já anunciou que o Autodesk Maya terá compatibilidade em breve. O Radeon ProRender funciona em Windows, OS X e Linux, além de suportar produtos da AMD (GPUs, CPUs e APUs) e de outros fabricantes.

Radeon SSG com até 1 TB de memória roda 8K a 60 fps

Para finalizar, a AMD revelou a tecnologia AMD Radeon SSG (Solid State Graphics), que promete transformar a arquitetura da workstation de PC. Esta novidade chega primeiramente como um kit de desenvolvimento voltado para aplicações de grandes conjuntos de dados. O preço sugerido é de US$ 9.999 (R$ 32.747).

Começando com um 1 TB (que pode ser instalado com dispositivos M.2), a inovadora tecnologia Radeon Pro fornece capacidade absurda de memória, permitindo uma performance muito mais rápida e ideal para a nova onda de demandas de cenários de uso incluindo pós-produção em tempo real de vídeos 8K, criação de conteúdo RV, engenharia computacional, imagens médicas e ciências biológicas.

Aproveitando o evento, a AMD realizou uma renderização de alta resolução (que você confere acima) com uma linha do tempo de depuração de vídeo raw em 8K. O projeto foi acelerado de 17 frames por segundo para mais de 90 frames por segundo.

As aplicações para kits de desenvolvimento estão sendo aceitas, e a disponibilidade total está planejada para 2017.

Cupons de desconto TecMundo: