A Amazon está disposta a iniciar pesquisas e produções no campo de realidade virtual, mas não a partir do mercado que já está engatinhando, com óculos especiais e fones de ouvido.

Se depender das mais recentes patentes registradas pela gigante das vendas, o futuro envolverá câmeras e projetores que transformam um cômodo da sua casa em um ambiente completamente digital. O objetivo da empresa é reduzir os custos da realidade virtual e aproveitar-se de técnicas já existentes em áreas como a militar e a dos games.

A primeira patente envolve "rastreamento de objeto em um ambiente tridimensional". Ele permite que pessoas controlem dispositivos por gestos da mão, monitorados por câmeras que reconhecem diferentes partes do corpo. Basicamente, é quase um Kinect mais avançado.

O segundo registro envolve "mapeamento de um cenário em profundidade baseado em refletores" e é mais complexo. A patente cita projetores que transformam um cômodo em um ambiente virtual que responde aos seus comandos. Uma só fonte de luz é usada, barateando a tecnologia e dispensando recalibragem a todo momento. Essa ideia é mais ou menos o projeto descartado IllumiRoom, da Microsoft.

Por enquanto, não é possível saber se a Amazon realmente utilizará essas tecnologias para alguma coisa ou só está segurando os registros para interessados — claro que a primeira opção seria bem mais interessante.

O que vocês acham sobre realidade virtual? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: