No final do ano passado, a Amazon começou a realizar testes com drones para fazer entregas de uma maneira mais rápida dos produtos comprados lá. Agora, a mesma empresa está fazendo com que haja uma nova modalidade de transporte. Estamos falando das bicicletas, que podem fazer com que as encomendas sejam levadas até a casa dos consumidores em menos de uma hora.

O serviço está sendo testado na cidade de Nova York — uma grande metrópole norte-americana em que a utilização de bicicletas torna a movimentação muito mais dinâmica do que acontece com carros e pequenos caminhões, principalmente pelo alto fluxo de veículos na cidade. Segundo o The Wall Street Journal, entregas em até uma hora custam US$ 5,99 para os consumidores, mas, para duas ou mais horas de espera, o frete é gratuito.

Como a publicação norte-americana lembra, o frete praticamente instantâneo coloca a Amazon à frente de muitas lojas físicas — uma vez que as entregas são feitas no mesmo dia e ainda não exigem o deslocamento até uma loja específica. Ainda não ficou claro se a Amazon pretende ampliar o serviço para outras cidades e nem se as cicloentregas serão agregadas definitivamente à empresa.

Sem tempo ruim para os "bike messengers" (Instagram/Curitiba Messenger)

Vale dizer que esse tipo de serviço — conhecido como “Bike messenger”, “Bike courier” ou “Ciclo courier” — é muito utilizado em grandes metrópoles ao redor de todo o mundo. No Brasil, algumas grandes cidades já contam com várias companhias especializadas no serviço, mas até o momento não temos a informação de nenhuma grande loja que use exclusivamente cicloentregas em seus fretes.

Cupons de desconto TecMundo: