Serviços de streaming de vídeo são o futuro do consumo de entretenimento. Hulu e Netflix possuem milhões de assinantes, e a tendência é essa massa aumentar. A Amazon também possui seu serviço, o Prime, que cobra US$ 99 por ano e pode ser um pouco restritivo para alguns bolsos.

Com isso em mente, o chefão da Amazon, Jeff Bezos, está planejando uma aplicação alternativa e mais barata, além de conter propagandas. Segundo uma fonte familiarizada com os negócios da empresa, a ideia é atrair mais usuários para o já existente Prime.

"O foco é atrair mais usuários que, eventualmente, possam pagar mais pelo Prime, ou mesmo aumentar a audiência que não quer pagar tanto, tudo para acrescentar compartilhamentos de vídeos da companhia", disse a fonte.

Concorrência

Atualmente, a Netflix cobra uma mensalidade de US$ 7,99 nos EUA. O valor do novo serviço da Amazon seria ainda mais barato. De acordo com Michael Pachter, analista da Wedbush Securities, em declaração ao New York Post, "se a Amazon fizer um programa de streams com propagandas, eles irão tomar um caminho diferente do Prime, e ele será um matador de Netflix".

A Amazon já experimentou utilizar anúncios em seus produtos, por exemplo, propagandas em shows. Outro quesito que pode atrair publicidade para os serviços de stream em geral: a Nielsen começará a classificar em ranking esses serviços (Netflix, Hulu, Amazon e outros), algo que pode atrair os publicitários.

Cupons de desconto TecMundo: