Parecia óbvio: quem quisesse baixar um aplicativo para Android disponibilizado pela Amazon precisava baixar a Amazon Appstore separadamente (pelo site da empresa, não na Google Play) e instalar o APK no tablet ou smartphone. Porém, a companhia fez uma malandragem bem esperta e conseguiu embutir o próprio comércio de ferramentas e jogos no sistema operacional dentro do serviço da loja sem que ninguém percebesse.

Quem descobriu a jogada foi o site Techcrunch. Há exatas seis semanas, uma atualização no aplicativo oficial da Amazon adicionou uma seção chamada "Shop by Department", que inclui "Apps & Games" — a lista completa que é oferecida na Appstore, porém acessível diretamente por ali.

Para não gerar muito papo sobre o assunto (muito menos chamar atenção da Google), a empresa divulgou isso em setembro de forma tímida, citando em poucas palavras a compra de "bens digitais" pelo app, cuja atualização focava no serviço de streaming Prime Instante Video.

Para habilitar o download de apps pela Amazon, você precisa autorizar a instalação de aplicativos de fontes desconhecidas (em Configurações > Segurança). E é bom a gigante ficar preocupada: na Google Play, os downloads da rival estão entre 50 e 100 milhões de cliques. Porém, ninguém sabe se isso vai durar, já que as rivais da Play até existem aos montes, mas sempre fazem o link final com a loja da Google — o que não é o caso aqui.

Cupons de desconto TecMundo: