(Fonte da imagem: Divulgação/Amazon)

Embora a Amazon ainda tenha muitos problemas a lidar antes que seu programa de entregas Prime Air passe a funcionar, isso não significa que a empresa tenha se desanimado em ter feito essa decisão. Prova disso é a declaração recente do CEO Jeff Bezos que afirmou que a companhia já está trabalhando no desenvolvimento da oitava geração de drones que devem compor o novo sistema.

Entre os problemas que a companhia deve enfrentar está encontrar um meio de fazer com que os dispositivos viajem distâncias de até 16 quilômetros carregando pacotes que podem pesar até 2 quilos. Além disso, será preciso arranjar meios que assegurem o pouso seguro dos aparelhos, algo que simplesmente pode não ser possível no momento — algo que Bezos reconhece, afirmando que o plano é tornar o sistema viável em quatro a cinco anos.

Na carta a investidores na qual descreveu os avanços do Amazon Prime, o CEO também falou sobre o crescimento do serviço Prime Instant Video, que já possui “dezenas de milhões de assinantes”, em suas palavras. Entre os pontos que ajudaram a tornar isso possível está o relaxamento das normas que proibiam o uso de aparelhos eletrônicos em voos comerciais.

Bezos também anunciou que já há mais de 200 mil aplicativos disponíveis para a divisão do Android usada em produtos da linha Kindle disponíveis em aproximadamente 200 países — o triplo em relação ao ano passado. Para conferir a carta do executivo na íntegra (em inglês), basta acessar o site SEC, que a disponibiliza em sua integridade.

Cupons de desconto TecMundo: