Você pode nunca ter comprado nada na Amazon, mas sabe que a empresa  é responsável pelo e-reader mais vendido da história: o Kindle. Mas você já parou para pensar nos motivos que levaram a loja virtual a vender leitores digitais? A Amazon era, inicialmente, uma livraria online, por isso os principais produtos da empresa nunca deixaram de ser livros.

Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Frugal Dad)

Hoje, a diversidade de produtos vendidos nas “prateleiras” da Amazon é enorme. Livros, revistas, e-books, eletrônicos, jogos, CDs, DVDs e até brinquedos. O site Frugal Dad criou  um infográfico para apresentar os números impressionantes da loja virtual, mostrando que a livraria tornou-se um verdadeiro império na internet. Confira agora as principais informações mostradas na obra (traduzidas).

  • A Amazon arrecada 34 bilhões de dólares por ano (6 vezes o PIB de Ruanda, 2 vezes o de Honduras e 17 vezes o de Serra Leoa);
  • WalMart, Target e Buy.com somadas conseguem menos de um quinto das vendas da Amazon;
  • Cerca de 137 milhões de consumidores fazem compras na Amazon todas as semanas;
  • Usuários de uma única compra da Amazon gastam cinco vezes mais do que usuários únicos do eBay;
  • 10% do dinheiro que circula em vendas online nos EUA sai da Amazon;
  • Se a Amazon fosse um país, seria duas vezes maior que o Canadá;
  • Kindle Fire, o tablet da empresa, teve 50 mil pedidos de pré-vendas. Isso representa o dobro do obtido pelo iPad;
  • Os servidores de e-books da Amazon podem guardar 82 livros para cada pessoa do planeta;
  • Os depósitos da Amazon ocupam cerca de 2 milhões de metros quadrados;
  • Cada Kindle vendido pela Amazon gera um prejuízo de cinco dólares, mas as vendas da empresa cobrem isso rapidamente.

Cupons de desconto TecMundo: