Testes devem começar logo em 2016 no Japão. (Fonte da imagem: Reprodução/FilmMakerMagazine)

A Corporação de Radiodifusão Japonesa (NHK) apresentou há alguns meses um curta-metragem que pode significar o futuro da tecnologia de emissão e exibição de imagens. Se a colossal resolução 4K (3840x2160 pixels) já faz os olhos de expectadores lacrimejarem, o que dizer então do dobro deste poder gráfico? Sob o nome de “The Chorus”, o filme demonstrou o que os televisores vão ser capazes de rodar em alguns poucos anos; prepare-se: os 8K vêm aí.

A incrível dimensão de imagem veio a público durante o Tokyo International Film Festival deste ano. “The Chorus” foi apresentado como um drama experimental filmado todo em um apartamento fechado – a “ultra-alta definição” possibilitou que um panorama fosse demonstrado pelo vídeo, o que deixou a mídia local de fato boquiaberta. De acordo com Kaleem Aftab, jornalista da revista Film Maker Magazine, “a resolução 8K cobre quase todo o raio de visão (incluindo o campo visual) que influencia a percepção espacial humana”.

Ainda conforme afirma o testemunho de Aftab, “algo claramente marcante foi a nitidez da imagem, [que fez ser possível] que as falhas das árvores ao fundo fossem vistas. Em vez de fazer a imagem parecer plana, a resolução 8K dá clareza e profundidade de campo às imagens nunca vistas antes em projeções digitais. As cores foram incríveis também. Os níveis de branco e preto eram impressionantes”, comentou o redator sobre a exibição de “The Chorus”.

Imagens em 8K até 2020

Também em entrevista à revista Film Maker Magazine, Kohji Mitani, diretor associado sênior do departamento de engenharia de administração da NHK, disse que atualmente somente um modelo de câmera é capaz de filmar em 8K. Mas quando essa tecnologia vai de fato chegar ao mercado, sendo que os 4K ainda se mostram em pleno estado de implementação?

“Aqui no Japão, a NHK deseja começar os testes com 8K (Super-Alta Visão) nas transmissões de 2016 e consolidá-las até as emissões de 2020. Atualmente, nossa preocupação é organizar as sessões de exibição dos 8K pelo país”, disse o executivo. Quando questionado sobre eventuais resoluções maiores que os 8K, Mitani foi certeiro em falar sobre limites.

Abaixo, vídeo gravado em 8K, mas exibido, contudo, em 4K; componentes de trasmissão e reprodução adequados a esta nova e incrível resolução vão precisar ser incorporados por todas as fatias do mercado.

“Ainda, e porque este sistema tem sido construído para corresponder às características da visão humana, não antecipamos a criação de um mecanismo que ultrapasse os 8K. Enquanto isso, como nossa próxima geração de visão após os 8K, estamos também pesquisando um sistema de 3D TV para a exibição de uma visão natural que não requer o uso de óculos especiais”, esclareceu o diretor entrevistado.

As pesquisas acerca de transmissão e exibição de imagens em alta resolução foram iniciadas em 1995 pela NHK. De 2002 a 2005, os Laboratórios de Pesquisa, Ciência e Tecnologia da companhia conseguiram fazer demonstrações curtas de filmes em HD. Há 5 anos, os engenheiros da Corporação de Radiodifusão Japonesa têm aprimorado os mecanismos de emissão de sinais de alta definição.

Cupons de desconto TecMundo: