Quanto o assunto é display de alta qualidade, a Acer é uma das marcas mais requisitadas pelos consumidores no mercado internacional. No Brasil, a fabricante não tem atuação muito forte neste segmento, mas os poucos produtos que chegam aqui chamam atenção.

Desde o lançamento da tecnologia AMD FreeSync, a Acer ganhou ainda mais reconhecimento com uma leva de produtos que têm design caprichado, taxa de atualização acima dos 100 Hertz, bem como compatibilidade com outros recursos requisitados pelos gamers.

Até o momento, a fabricante não trouxe nenhum desses produtos ao Brasil, mas a AMD nos enviou o Acer XG270HU para análise, com o objetivo principal de conferir todos os pontos fortes do FreeSync. Recentemente, nós publicamos um artigo completo comentando sobre as vantagens desta novidade, mas hoje vamos falar sobre o produto como um todo.

Como de costume, nós passamos algum tempo testando o display nas mais variadas situações, incluindoexecução de  jogos, benchmarks, softwares que levam o produto ao seu máximo e em muitas outras condições. Vamos conferir como este monitor se saiu nos testes.

Especificações

Visual elegante

Nossa análise sempre começa pela parte externa do produto e, nesse quesito, não há como botar defeito no Acer XG270HU. Este modelo segue os novos conceitos de design da fabricante, que recentemente apostou em uma repaginada total no visual.

A primeira coisa que fica perceptível é a boa combinação de cores usada tanto na base quanto no display. A mescla de tons laranja, quase na tonalidade do cobre, e preto com superfícies reflexiva do tipo black piano se mostra muito elegante.

A tela é de uma beleza sem igual, graças ao formato sem bordas, que ocupa quase todo o espaço disponível e proporciona uma experiência muito imersiva. Logo abaixo do display, o logotipo da Acer fica centralizado e só divide espaço com um LED que indica o estado (ligado ou standby) do produto.

Na parte inferior da tela, os botões ficam dispostos em um local de fácil acesso. É uma pena que a Acer ainda não adotou o novo esquema de navegação com botão multidirecional, algo que facilita muito a configuração dos recursos.

Atrás, este monitor da Acer conta com conexões de áudio (entrada e saída) e de vídeo (HDMI, DVI e DisplayPort), bem como a entrada para o cabo de energia. É interessante observar que a Acer também caprichou no acabamento, de modo que não vemos quaisquer parafusos ou coisas bizarras na carcaça do aparelho.

Poucos ajustes de posição

O suporte do produto tem um formato diferenciado, em um esquema que lembra muito a letra X. O componente dá firmeza ao monitor, que fica bem posicionado independente da regulagem de posicionamento. Claro, a tela balança se você usar muita força no manuseio, mas a sustentação parece muito boa para o dia a dia.

Apesar de ser muito bonita, a base do Acer XG270HU peca por não oferecer muitos ajustes. Você pode regular a inclinação na horizontal, sendo possível deixar a tela voltada para os seus olhos. Contudo, não há outras regulagens que facilitem o posicionamento da tela.

Não há como modificar a altura, a rotação no próprio eixo ou mesmo regulagem para deixar o display na vertical. A ausência desses tipos de configuração atrapalha em várias situações, pois o usuário acaba precisando usar um apoio para o monitor ou realizar ajustes na cadeira.

Alta resolução e colorido impressionante

Levando em conta que os gamers mais exigentes já usam placas de vídeo mais robustas, a Acer apostou em um produto com resolução elevada. A tela de 27 polegadas é enorme e fica ainda mais interessante com o padrão WQHD (2560x1440). Ele é perfeito para jogos, pois oferece muito mais detalhes e nitidez.

Com painel TN e sem qualquer tipo de proteção, o display do Acer XG270HU é do tipo fosco, que deixa o visual mais simples, mas ajuda ao evitar reflexos em ambientes com iluminação excessiva. O projeto do produto é muito bom, sendo que não notamos qualquer tipo de light bleeding (vazamento de luz) nas bordas da tela.

Falando em retroiluminação, este display oferece nível de brilho de 350 cd/m², o que garante imagens extremamente brilhantes e nítidas. O excesso de luminosidade inclusive chega a ser problemático do ponto de vista de consumo de energia e por incomodar os olhos mais sensíveis.

As cores são ainda mais reforçadas graças ao alto contraste. O valor de contraste estático é de 1.000:1 e do contraste dinâmico é de 100.000.000:1. Ao ligar o monitor, você já pode notar toda esta qualidade no colorido, pois o modo padrão já vem com cores realçadas.

Outra coisa que vale notar é a questão da performance deste Acer, que apresenta tempo de resposta de cinza a cinza de apenas 1 milissegundo. As vantagens são perceptíveis na prática, sendo que não notamos qualquer atraso, problemas no input lag ou mesmo efeitos de ghosting.

Flicker-less

Considerando que o público-alvo deste modelo é composto por jogadores que passarão horas em frente ao computador, a Acer incluiu uma tecnologia importante no produto que visa amenizar os danos à saúde.

A tecnologia Flicker-less trabalha de forma similar ao que já vimos em outros produtos, reduzindo a cintilação da tela, evitando tremulações e garantindo uma imagem mais limpa e sempre com a mesma qualidade.

Graças ao componente energético que fornece corrente estável, este display evita o cansaço visual. Vale notar, contudo, que não estamos tratando de um monitor livre desse tipo de inconveniente, pois, como o próprio nome do recuso sugere, este display apenas reduz a cintilação. De qualquer forma, é uma funcionalidade que ajuda muito.

AMD FreeSync

Para contornar problemas como screen tearing e stuttering, várias fabricantes trabalharam para desenvolver tecnologias capazes de sincronizar taxa de atualização do monitor com a performance da placa de vídeo. Uma das soluções mais inteligentes foi o Adaptive Sync, recurso que foi implementado nos conectores DisplayPort 1.2a.

A tecnologia AMD FreeSync é justamente uma versão do Adaptive Sync incorporada aos chips gráficos AMD Radeon (somente modelos selecionados) e que vem ganhando espaço no mercado graças a monitores como o Acer XG270HU.

Com esta novidade, o jogador pode desfrutar de uma experiência livre de screen tearing e stuttering, obtendo ótimos resultados em qualidade visual de filmes e jogos. Para saber mais sobre o funcionamento desta tecnologia, clique aqui para ler nossa matéria completa.

Os resultados com o uso desta tecnologia são mais promissores quando o computador envia um sinal que fica entre a taxa mínima e a máxima de atualização do monitor. Conforme a AMD divulgou, a principal vantagem de sua tecnologia é a ampla capacidade de trabalhar com as mais variadas taxas de atualização nos monitores, indo desde os 9 Hz até incríveis 240 Hz.

EM nossos testes, pudemos perceber como a tecnologia é benéfica, ainda mais em modelos como o Acer XG270HU, que trabalha com taxas de atualização que variam de 40 hertz até 144 hertz. Não tivemos qualquer problema nos jogos testados, uma vez que a placa de vídeo deu conta de manter desempenho nessa faixa de performance.

Consumo de energia

Uma das maiores preocupações nos eletrônicos é a questão do consumo de energia, afinal isso encarece o uso do produto em longo prazo. Geralmente, monitores projetados para jogos oferecem desempenho de ponta, mas isso tem um custo alto: o consumo de energia é elevado.

Pois bem, o Acer XG270HU não é muito diferente nesse sentido. Em nossos testes, nosso aparelho de medição informou que o produto chega a consumir quase 50 watts em condições de brilho elevado. Abaixo, você confere os valores obtidos com os diferentes perfis do produto:

  • Standard: 45,6 watts (144 Hz) / 43,4 watts (60 Hz)
  • Graphics: 44,0 watts (144 Hz) / 41,8 watts (60 Hz)
  • Movie: 36,0 watts (144 Hz) / 34,2 watts (60 Hz)
  • Eco: 26, 8 watts (144 Hz) / 25,0 watts (60 Hz)
  • User: varia conforme as regulagens de brilho e outras configurações
  • Standby: 0,3 watts

Sinceramente, os resultados na questão do consumo ficaram acima de nossas expectativas. Não chega a ser um problema muito grande, já que, considerando a resolução e o alto nível de brilho, os valores estão dentro da média, mas esperávamos um melhor aproveitamento da energia, principalmente no modo econômico.

Testes com o produto

Para verificar o desempenho do monitor, nós rodamos uma série de verificações com softwares especializados, que visam colocar os vários aspectos da tela em condições extremas. Os programas utilizados ajudam a conferir a performance quanto ao tempo de resposta, as capacidades de brilho e contraste, perfil cromático e outros pormenores.

É importante notar que algumas verificações também dependem do espectador, uma vez que cada pessoa pode enxergar de forma levemente diferente. Apesar das questões de variação de cor, muitos testes são bem objetivos e possibilitam chegar a conclusões relevantes. Abaixo, nós comentamos um pouco sobre os resultados com cada aplicativo.

Lagom LCD monitor test

O Lagom LCD monitor test é um website que fornece uma série de imagens para testar o contraste, as configurações de resolução, nitidez, calibragem de gama, níveis de preto, saturação de brancos, gradientes, inversão de pixels, tempo de resposta e ângulo de visão.

Para estes testes, nós usamos o modo de exibição-padrão, já que precisamos da configuração de fábrica para identificar possíveis problemas. O Acer XG270HU apresentou excelentes resultados em todas as verificações, sem a necessidade de regulagens adicionais.

PixPerAn

O programa PixPerAn foi criado especialmente para testar monitores do tipo LCD. Através de vários scripts, o programa ajuda o espectador a conferir possíveis problemas no tempo de resposta ou nos ajustes de brilho, dois aspectos que costumam incomodar jogadores.

Bom, é importante constatar que notamos alguns inconvenientes no que diz respeito ao flicker screen. No modo-padrão, o display da Acer demora a eliminar todo o efeito de cintilação. O problema é atenuado com o uso da configuração Eco, mas esse modo também reduz drasticamente a qualidade geral da imagem.

Alguns atrasos no tempo de resposta foram perceptíveis no teste das bandeiras, sendo que o monitor exibiu leves rastros em situações que há uma grande diferença no contraste. A mesma coisa vale para o “chase test”, quando ainda pudemos perceber rastros da cor branca sobre o fundo azul escuro. Os demais testes com o PixPerAn correram normalmente.

É válido constatar que os testes deste software colocam o monitor numa saia justa, já que se tratam de situações irreais e visam apenas evidenciar problemas da tela. No caso do Acer XG270HU, os inconvenientes foram mínimos e não foram constatados durante a execução dos jogos. Enfim, este monitor apresenta alto desempenho e deve satisfazer os jogadores mais exigentes.

Vale a pena?

O Acer XG270HU é um monitor para jogos que acerta em vários pontos e nos conquistou por diversas qualidades, a começar pelo design caprichado, que deixa qualquer um impressionado. Claro, apesar do visual bonito, o grande diferencial do aparelho está em suas tecnologias para games, que realmente se mostram funcionais e prontas para os títulos mais recentes.

A alta taxa de brilho, o contraste dinâmico elevado e a resolução elevada garantem uma qualidade visual impressionante em quase todos os jogos. O tamanho avantajado da tela garante uma experiência imersiva, já que o jogador tende a ficar bem próximo do display.

O maior destaque, evidentemente, fica para a tecnologia AMD FreeSync, que se mostra muito prestativa em quase todos os games. O funcionamento deste recurso depende em parte das capacidades do computador, mas não tivemos qualquer problema durante nossos testes. As respostas são precisas e a jogatina é fluida, sem screen tearing e stuttering.

No fim das contas, a Acer prova que tem capacidade para inovar no mercado de monitores gamers e oferecer competitividade às principais concorrentes. É uma pena que este monitor não está disponível no Brasil, pois seria uma grande opção para quem aposta na AMD. Só para constar, lá fora ele custa US$ 449 (R$ 1.727).

Já está na hora de investir em monitores de 144 Hz? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: