Apostando no mercado de entrada, a Acer trouxe ao Brasil o Iconia One 7, tablet com características simples cujo principal destaque é o preço acessível. Com um hardware modesto, o dispositivo apresenta uma alternativa viável a quem deseja um produto capaz de navegar pela internet e rodar jogos leves.

Tivemos a oportunidade de passar alguns dias com o aparelho e o utilizamos com os mais diversos propósitos para descobrir tudo aquilo que ele tem a oferecer. Apesar de alguns problemas, ficamos surpresos com a versatilidade do produto, levando em consideração suas limitações.

Nesta análise, você conhece os motivos pelos quais vale a pena dar uma chance ao Iconia One 7 caso você esteja com um orçamento um tanto apertado. Confira nossas impressões e, após a leitura, registre sua opinião sobre o tablet em nossa seção de comentários.

Design

A partir do momento em que o Iconia One 7 é removido de sua caixa, fica claro que estamos lidando com um aparelho de entrada. Com uma espessura generosa para seu tamanho, o produto apresenta uma tela de 7 polegadas rodeada por uma borda com dimensões avantajadas.

Em geral, o visual do produto não chega a ser muito atraente, embora não seja possível dizer que ele não é funcional. A Acer apostou em um sistema de cores variadas como principal atrativo do tablet, sendo que o modelo a que tivemos acesso pode ser encontrado em cinco opções diferentes — no caso desta análise, usamos o modelo branco como base.

Com um acabamento em plástico, o tablet não transmite muita segurança na “pegada” e parece um tanto frágil. A impressão que fica é a de que o produto pode ser quebrado com certa facilidade caso você o segure de maneira inadequada, sensação que é reforçada pela tampa traseira ligeiramente “solta” que se move sutilmente caso você exerça um pouco de pressão.

A parte frontal do dispositivo possui uma construção simples, exibindo somente o logotipo da fabricante e a câmera frontal do aparelho. Já na lateral direita, você encontra o controlador de volume, o botão para ligar e desligar o gadget e uma entrada para cartões micro SD de até 32 GB.

A parte traseira também possui poucos detalhes, exibindo somente o símbolo da Acer e a câmera fotográfica principal do aparelho. O que mais chama atenção nessa área é o acabamento rugoso adotado pela fabricante, que impede que o tablet escorregue facilmente de suas mãos enquanto você o utiliza.

Por fim, a parte superior do Iconia One 7 apresenta um microfone embutido, uma entrada para fones de ouvido e um conector micro USB. A bateria do dispositivo não pode ser removida, e não há qualquer espécie de acessório adicional presente na caixa que acompanha o produto (fora seu carregador, naturalmente).

Hardware

Tela

Mesmo funcionando de competente e oferecendo ângulos de visão agradáveis, o display de 7 polegadas do Iconia One 7 peca pela baixa resolução. Isso se mostra especialmente problemático durante a leitura de textos, que aparecem em tamanho pequeno nas configurações padrões do dispositivo — o que nos forçou a mudar o tamanho de letra do sistema para obter uma experiência de uso confortável.

A resolução limitada também influência na maneira como você lida com conteúdos multimídia. Vídeos são reproduzidos sem problemas, mas aplicativos e jogos aparecem com bordas um tanto pixelizadas. A quantidade limitada de cores com as quais o aparelho parece trabalhar também acaba contribuindo para a exibição de imagens que parecem não ter muita cor ou vida em vários momentos.

O dispositivo também deve um pouco no quesito brilho, o que contribuiu para deixar ainda mais evidente o caráter altamente reflexivo de sua tela. Embora seja fácil contornar esse problema em ambientes fechados, o mesmo não pode ser dito em locais abertos — usar o tablet fora de casa em um dia ensolarado é uma tarefa praticamente impossível.

Interface

Equipado com o sistema operacional Android KitKat (4.4.2), o Iconia One 7 opta por não fazer muitas modificações na plataforma da Google. A principal diferença em relação à versão “limpa” do sistema operacional fica por conta da presença de diversos aplicativos pré-instalados — como o Kindle, da Amazon, e o antivírus McAffe Software.

Embora algumas dessas opções possam ser removidas facilmente, outras delas têm caráter permanente, como a loja de aplicativos Acer Store. Mesmo que exista a opção de desabilitar o uso de alguns desses softwares, eles permanecem presentes no dispositivo e ocupam um espaço preciso na memória limitada do tablet.

A navegação pelas diferentes telas do dispositivo ocorre de maneira fluida, mas existem momentos em que é possível notar uma leve “engasgada”. Isso se deve à quantidade limitada de memória RAM, aspecto que contribui para que aplicativos considerados mais pesados demorem um pouco a serem carregados.

Desempenho

Levando em consideração que estamos lidando com um modelo de entrada, não há muito a reclamar em relação ao desempenho do Iconia One 7. O produto se comporta muito bem na realização de tarefas simples, como abrir mensagens de email, navegar por diferentes páginas da internet e interagir com contatos de redes sociais.

No entanto, dificuldades aparecem na hora de usar aplicativos considerados mais pesados, como alguns jogos mais recentes. Mesmo assim, o aparelho surpreendeu ao conseguir rodar de forma relativamente competente títulos como Batman: Arkham Origins e Epoch, embora tenha sido preciso esperar um tempo considerável para que os conteúdos relacionados fossem carregados.

Testes de benchmark

Para a realização desta análise, submetemos o Acer Iconia One 7 a quatro aplicativos de benchmark de forma a avaliar de forma completa seu hardware. São eles: 3D Mark (Ice Storm Unlimited), AnTuTu Benchmark 5, GFX Bench (T-Rex HD Off screen e T-Rex HD On Screen) e Vellamo Mobile Bencharmk

3D Mark (Ice Storm Unlimited)

O teste Ice Storm Unlimited faz comparaçõess diretas entre processadores e GPUs. Entre os fatores que afetam o resultado final está a resolução do display do aparelho avaliado — quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

AnTuTu Benchmark 5

Um dos aplicativos de benchmark mais conhecidos de sua categoria, o AnTuTu Benchmark 5 faz testes de interface, CPU, GPU e memória RAM. Os resultados são somados e geram uma pontuação final. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

GFX Bench (T-Rex HD)

O GFX Bench é voltado para medir a qualidade gráfica de um gadget. A pontuação final leva em consideração itens como estabilidade de desempenho, qualidade de renderização e consumo de energia. Os resultados são revelados em média de frames por segundo (FPS). Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

Vellamo Mobile Benchmark

O Vellamo Mobile Benchmark aplica dois testes ao aparelho: HTML5 e Metal. O primeiro avalia o desempenho do tablet no acesso direto à internet via browser, enquanto no segundo o número final indica a performance do processador. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

Bateria

Para testar a bateria do Iconia One 7, reproduzimos um vídeo online na resolução HD (720p) com o brilho da tela configurado para sua potência máxima até que o aparelho se desligasse automaticamente (sem que o display se apagasse em nenhum momento). Infelizmente, o tablet decepcionou nesse sentido, permitindo a reprodução de aproximadamente 3,8 horas de vídeos.

O modelo aguenta um dia inteiro realizando tarefas comuns, porém basta exigir um pouco mais do hardware para ver sua carga diminuir rapidamente. Dessa forma, procure sempre ter o cabo de recarga em mãos caso você pretenda usar o produto para jogar games mais pesados ou assistir a algum filme ou seriado — caso contrário, sua experiência pode ser interrompida sem aviso pelo fato de a bateria ter sido esgotada.

Armazenamento

Com 8 GB de espaço interno, a versão do Iconia One 7 a que tivemos acesso oferece um espaço um tanto limitado para o armazenamento de arquivos. Os pouco mais de 5 GB disponíveis na prática (valor que já desconta o espaço ocupado pelo sistema operacional) se mostram insuficientes para conseguir armazenar uma quantidade razoável de aplicativos, fotografias e músicas, entre outros conteúdos.

Talvez ciente dessa limitação, a Acer apresenta algumas soluções integradas para que você guarde todos esses arquivos na nuvem. No entanto, essas alternativas se mostram pouco práticas, o que deve forçar os donos do aparelho a investir na compra de um cartão micro SD para deixar de ter que lidar com problemas de gerenciamento de espaço.

Câmera

Parte considerada cada vez mais importante em um tablet, a câmera do Iconia One 7 decepciona por sua baixa capacidade. A qualidade das fotos registradas é baixa, dando a impressão de que estamos lidando com um produto lançado no distante ano de 2008.

A lente traseira se mostra capaz de registrar imagens que, no máximo, servem para uma publicação em redes sociais. Já a lente frontal produz fotos que decepcionam em todos os sentidos, se provando bastante pixelizadas e com uma quantidade muito baixa de detalhes.

Vale a pena?

O Acer Iconia One 7 se prova um tablet limitado, mas condizente com o preço cobrado no Brasil. Por aproximadamente 300 reais, você leva para casa um tablet competente para tarefas gerais, mas que peca um pouco durante a realização de atividades um pouco mais pesadas.

Com um bom desempenho para sua categoria, o dispositivo só poderia ter um espaço interno mais amplo e uma bateria mais potente. Além disso, as câmeras fotográficas se mostram bastante insatisfatórias, o que nos leva a questionar os motivos pelos quais a fabricante decidiu incluí-las. No entanto, esses são problemas facilmente contornáveis e que não apagam as qualidades do produto, ainda mais levando em conta seu posicionamento no mercado.

Caso você procure um tablet barato, mas que consiga realizar bem tarefas cotidianas e rodar alguns jogos recentes (mesmo que com algumas limitações), o Iconia One 7 é uma ótima aquisição.  Especialmente no mercado brasileiro, é difícil encontrar um aparelho tão completo no segmento de entrada.

Cupons de desconto TecMundo: