Sabe-se que ainda estamos um pouco longe de termos uma cobertura 4G completa e de alta qualidade aqui no Brasil — sem falar que a maior parte do país ainda está no 3G. Mas em alguns lugares do mundo as discussões do 5G já caminham a passos largos.

A Intel é uma das empresas incluídas nisso. Mesmo já tendo apresentado alguns novos componentes para atender a essa nova cobertura, ela lançou uma nova iniciativa para que seja possível ir mais além do que uma internet mais rápida.

De acordo com um anúncio feito no final de fevereiro, empresas como Ericsson, Honeywell e General Electric e a Universidade Berkeley (Estados Unidos) se uniram com a iniciativa de explorar e testar novas possibilidades que poderiam mudar a forma como todos estariam conectados.

Aplicações

No lançamento, a conexão 5G terá como principal objetivo atender a dispositivos em Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês), realidade virtual e realidade aumentada — até mesmo para drones e primeiros socorros. A ideia desse pontapé inicial é envolver outras iniciativas, como carros autônomos, infraestruturas inteligentes, saúde e mídia.

Esses programas iniciais terão o “passo a passo” completo auxiliado pela Intel, incluindo auxílio nos requisitos necessários para a velocidade, segurança e conectividade. Tudo para que possam ser repassados para quem quiser aplicar o mesmo tipo de ideia.

A ideia desse pontapé inicial é trazer outras iniciativas, como carros autônomos, infraestruturas inteligentes, saúde e mídia

Asha Keddy (vice-presidente da Intel e gerente de padrões da nova geração) afirma que a conexão 5G não é restrita a uma conexão mais rápida para smartphone e outros periféricos. Ela deve ser também voltada a máquinas e coisas inteligentes que poderão melhorar ainda mais o nosso futuro. “Construir a nossa futura conexão 5G requer uma abordagem diferente e colaboração da indústria e  desenvolvimento", diz.

E você, o que acha que podemos esperar desse novo nível de conexão?

********

Este texto faz parte do programa TecMundo Experts, pelo qual leitores com alguma especialidade em tecnologia podem encaminhar seus conteúdos para o TecMundo. As matérias publicadas aqui são enviadas de modo voluntário e sem vínculo empregatício.

Cupons de desconto TecMundo: