Quando se trata de tecnologia de vídeos, o que mais se ouve falar atualmente é em 4K. O novo formato de ultradefinição ainda é relativamente novo e não substituiu o padrão 1080p totalmente.

Contudo, o sistema está se difundindo a passos largos, e telas de TV que podem exibir imagens com essa definição estão se tornando cada vez mais comuns. Junto a elas estão as telas de computador e os smartphones — que ainda não trazem telas em Ultra HD, mas já podem gravar vídeos com essa qualidade.

Algumas câmeras de vídeo também estão chegando com esse padrão de gravação, permitindo que você grave as aventuras do seu gato em 4K para não perder o mínimo detalhe.

Formatos de gravação

Mas o que esses celulares e câmeras que gravam com essa definição de imagem têm em comum? O armazenamento. Pela lógica, quanto maior a qualidade do vídeo, mais espaço o arquivo gerado vai ocupar na memória/cartão/armazenamento do equipamento.

Sabemos que muita coisa pode influenciar no tamanho dos arquivos. Além da resolução de vídeo, é preciso ver o formato de gravação, a compactação e outros detalhes que podem influenciar nessa característica.

Para descobrir quanto espaço é necessário para a gravação de vídeos em 4K, nós escolhemos três aparelhos com capacidade para gravar com essa qualidade e gravamos um vídeo em 4K e um vídeo em Full HD com cada um deles.

A ideia não é medir a qualidade dos vídeos e comparar os recursos de cada um deles, mas sim medir quanto espaço esses vídeos precisam. Não alteramos nada nos equipamentos além do formato de vídeo, ou seja, todo o material foi coletado com as configurações-padrão de cada um.

Veja os resultados, montados na tabela a seguir:

Como pudemos ver, cada minuto de gravação em 4K “custa” de 350 a 400 MB de espaço de armazenamento em um smartphone. A taxa de quadros inferior da Go Pro fez o arquivo diminuir de tamanho, mas ainda é bem maior que arquivos em resolução Full HD.

A gravação em Full HD fica em torno de 130 MB para os smartphones e 220 para a câmera, que possui mais recursos.

Com isso, podemos concluir que, apesar de algumas particularidades e diferenças pequenas, arquivos 4K gerados em diferentes aparelhos que utilizem as mesmas configurações desse teste, devem ficar com tamanhos parecidos. Caso itens como a taxa de quadros por segundo sejam alterados, poderemos ter arquivos de tamanhos ligeiramente diferentes.

Cupons de desconto TecMundo: