(Fonte da imagem: Reprodução/Fairobserver)

Se você costuma utilizar diferentes redes sociais com freqüência, é praticamente certo que já tenha visto reclamações sobre a qualidade de serviços relacionados à internet 4G — afinal de contas, o volume de queixas é realmente grande. Acontece que o Procon de São Paulo também reparou nisso e decidiu tomar uma atitude.

De acordo com o que está sendo divulgado, o órgão notificou as operadoras Claro, TIM, Oi e Vivo para que elas esclareçam melhor o funcionamento dos seus serviços, o que, em teoria, deve resultar em um número menor de reclamações. Se alguma irregularidade for identificada depois das informações serem cedidas, as companhias vão ser multadas de acordo com as normas do Código de Proteção e Defesa do Consumidor.

Ok, mas e o que preciso saber?

O Procon de São Paulo está exigindo que as quatro grandes operadoras do país expliquem de maneira mais clara aos seus clientes quais aparelhos (e isso inclui smartphones, tablets e modens) são compatíveis com a rede 4G. Além disso, também é necessário deixar evidente se esses dispositivos obedecem a todas as especificações determinas pela Anatel.

Os planos pré e pós-pagos também estão inclusos nas exigências do órgão de proteção ao consumidor. Isso porque as companhias devem explicar quais dessas duas opções dão acesso ao 4G, assim como também devem informar as áreas de cobertura no estado de São Paulo e qual a maneira de saber se você vai se encontrar em uma dessas regiões.

Apesar disso tudo, ao que tudo indica, o Procon não definiu uma data limite para que essas mudanças na maneira que elas podem demorar um pouco para acontecer. Além de tudo isso, caso você esteja passando por problemas com o seu plano de internet móvel, é possível fazer a sua reclamação em qualquer canal de atendimento da Fundação.

Cupons de desconto TecMundo: