(Fonte da imagem: Reprodução/GVT)

Reuters. Por Juliana Schincariol - A GVT, empresa brasileira do grupo francês de telecomunicações Vivendi, não pretende participar do leilão destinado à Internet móvel de quarta geração (4G), embora tenha planos de entrar no mercado de comunicação sem fio.

"Neste momento, a operadora não tem interesse em participar do leilão da frequência 4G", informou a companhia à Reuters.

Na noite de quinta-feira, o Conselho da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou o edital de licitação das faixas para o 4G, que operarão na frequência de 2,5 gigahertz (GHz), e também faixas de 450 MHz para serviço móvel na área rural.

O presidente da agência, João Rezende, afirmou nesta sexta-feira que competidores estrangeiros e novos participantes nacionais poderiam ter interesse em participar do leilão .

A GVT foi adquirida em 2009 pela francesa Vivendi, após disputa com a Telefônica Brasil.

Cupons de desconto TecMundo: