Aparentemente, uma nova tecnologia para assistir a um filme em 3D sem precisar dos óculos especiais está surgindo no mercado. Francois Vogel foi o responsável por efetuar o teste para Jonathan Post de seu novo mecanismo de tecnologia 3D, que estimula os olhos do expectador a ver um vídeo em três dimensões sem um aparelho intermediário.

Tudo o que a pessoa que se tornar adepta deste sistema vai precisar é de um monitor com 120 Hz de frequência e o aparelho especial. Como a princípio, não há uma descrição oficial do mecanismo utilizado além de um vídeo, mas o que parece acontecer é o posicionamento de um par de dispositivo s no rosto, um do lado esquerdo e outro do direito.

Em seguida, há uma sincronização dos olhos com o pequeno aparelho e com o monitor no qual a pessoa vai assistir ao vídeo. Então, seus olhos interagem com as imagens exibidas na tela, o que aparentemente os faz ficar piscando ininterruptamente.

Até o momento, não há informações sobre comercialização do kit, data de lançamento ou valores. Apenas o vídeo para demonstrar essa nova tecnologia para dispensar os tradicionais óculos, um tanto bizarra quando comparada aos dispositivos existentes .

Atualizado

Desde que esta notícia foi lançada na internet, muitos já perguntaram sobre a veracidade do suposto mecanismo em teste. O que parecia mais uma brincadeira do que um estudo sério sobre uma alternativa aos tradicionais óculos 3D acabou sendo revelado exatamente com tal: apenas uma piada. Sim, caro usuário, eles enganaram a todos os internautas!

Os membros da Jonathan Post, de São Paulo, Luis Carone e Daniel Dias revelaram que tudo não passou de uma montagem, feita em conjunto com o francês François Vogel. Luis Carone conta, em uma nota na página na qual o vídeo foi publicado, que a ideia surgiu durante seus estudos de efeitos visuais para 3D.

Na ocasião, ele observou que não conseguia piscar um olho de cada vez, enquanto Daniel Dias tinha o completo controle sobre as pálpebras. Então, motivados pelo estudo, eles criaram está brincadeira e a apresentaram como uma solução para substituir os óculos 3D. Como ator, eles solicitaram a ajuda de François Vogel, que já estava participando de uma filmagem na Jonathan Post.

Eles julgaram que a personalidade e o sotaque forte de François daria um ar de seriedade para o filme.  A montagem foi feita com a gravação em 4K de resolução com uma câmera RED e as gravações foram auxiliadas por outro profissional, o fotógrafo Alexandre Ermel.

A criação do efeito foi desenvolvida utilizando um rosto em 3D para rastrear os movimentos. Em seguida, o filme foi projetado sobre essa imagem, o que permitia que ela aparentasse estar sempre estática. Então, o restante ficou por conta da edição de imagens, para adicionar os movimentos musculares e ajustar as piscadas.

Se você acreditou nessa solução, não fique desapontado. Afinal, com tantos milhões de usuários na internet que viram o vídeo, certamente você não foi o único.

Cupons de desconto TecMundo: