Um conceito de projeção de imagens em 3D criado por artistas gráficos tem chamado a atenção dos setores especializados em tecnologia mundo afora. Chris Helson e Sarah Jackets fizeram a exibição de imagens em três dimensões com o objetivo de abordar um tema de cunho filosófico: a qual lugar o ser humano pertence?

Ao projetar o que se tem chamado de “vídeos holográficos em 360º”, a dupla não apenas decidiu investigar as “relações remotas e íntimas da humanidade”; a adoção da tecnologia por designers durante a criação de desenhos em 3D, por exemplo, é uma das finalidades práticas que o projeto será capaz de abarcar.

Sob o nome de “Help me Obi” – referência a uma das mais clássicas cenas de Star Wars –, a demonstração exibe imagens de um bebê, da sonda espacial norte-americana Voyager 1 e de diversos objetos que fazem menção à Terra.

Tecnologia pioneira

“Este é o primeiro projeto desenvolvido desta forma e nesta escala. Há uma máquina semelhante à nossa nos EUA, mas ela fica restrita à projeção de imagens em tamanho menor – em nosso projetor, imagens com até 30 centímetros podem ser vistas”, explica Helson.

Vale notar que a peça “Help me Obi” não projeta hologramas que podem ser explorados por espectadores mais curiosos: a mesma imagem em 3D é exibida pelo sistema mesmo quando se altera o ângulo de visão. Significa, em outros modos, que se você caminhar entorno do “holograma”, a imagem em 3D será sempre a mesma.

“Este é ainda um protótipo, mas estamos preparados para desenvolvê-lo comercialmente e ficaríamos felizes se explorássemos o produto”, comenta o artista. Apesar de apresentar a mesma imagem em três dimensões a seus espectadores, a tecnologia usada pela dupla é pioneira. Demonstrações de “Help me Obi” serão realizadas em agosto deste ano durante o evento Edinburgh Art Festival.

Cupons de desconto TecMundo: