Portas abertas para a pirataria: sistema de proteção do Blu-ray foi quebrado

Tecnologia inventada pela Intel para que conteúdos originais não sejam copiados foi burlada por meio de uma placa que custou R$ 480 para ser confeccionada.
  • Visualizações48.427 visualizações
Por Fernando Daquino em 28 de Novembro de 2011

Portas abertas para a pirataria: sistema de proteção do Blu-ray foi quebrado

O HDCP é uma tecnologia desenvolvida pela Intel para que conteúdos protegidos por leis de direitos autorais não sejam transferidos pelas saídas de áudio e vídeo. Em outras palavras, é um mecanismo para evitar a pirataria.

Esse recurso de proteção era o grande trunfo da empresa para que os discos de Blu-ray fossem invioláveis. Contudo, segundo uma publicação do site The H Security, essa barreira conseguiu ser burlada por cientistas da computação de um grupo de pesquisa em segurança de hardware da Universidade de Ruhr, na Alemanha.

Contrariando outras tentativas que usaram chips complexos e caros, o professor Tim Güneysu e o pós-doutorando Benno Lomb construíram uma placa com componentes relativamente baratos – a qual custou aproximadamente US$ 265 para ser confeccionada.

Portas abertas para a pirataria: sistema de proteção do Blu-ray foi quebradoA placa Atlys da Digilent foi usada no projeto. (Fonte da imagem: The H Security)

A placa Xilinx FPGA Spartan-6 conta com uma porta HDMI e uma serial RS232, que serviram para interligar um Blu-ray player a uma TV de tela plana. Além de reproduzir o conteúdo normalmente, o equipamento conseguiu interceptar e descodificar o tráfego de dados protegido pelo HDCP.

Segundo a publicação, o projeto faz parte de uma pesquisa sobre a proteção de cópias. "Nossa intenção foi investigar a segurança fundamental do sistema HDCP e medir o gasto financeiro real para burlá-la. O fato de que fomos capazes de conseguir isso em uma tese de pós-doutorado e utilizando materiais que custam apenas 200 euros não é um endosso da segurança do atual sistema HDCP", comentou Güneysu.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!