iOptik: lentes com realidade aumentada e múltiplo foco

Conheça as aplicações e funcionalidades dessas lentes que já foram encomendadas pelo Pentágono.
  • Visualizações22.923 visualizações
Por Fabio Jordão em 14 de Abril de 2012

Em janeiro, o Tecmundo publicou uma notícia sobre a criação de lentes de contato com sistema de realidade virtual. Agora, o site BBC obteve informações de que o Pentágono está de olho na tecnologia e quer investir pesado na produção do produto.

iOptik: lentes com realidade aumentada e múltiplo foco (Fonte da imagem: Divulgação/Innovega)

Segundo a notícia, a Innovega já firmou contrato com o DARPA (Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa) para entregar um protótipo funcional o mais breve possível. Será que teremos mais um dispositivo revolucionário como o ProjectGlass? Confira um pouco do funcionamento e tire suas conclusões.

Múltiplo foco

As lentes de contato iOptik possuem um grande diferencial: elas possibilitam que o utilizador mantenha o foco em dois objetos simultaneamente. Essa funcionalidade existe graças à presença de dois filtros que são posicionados sobre as lentes.

iOptik: lentes com realidade aumentada e múltiplo foco (Fonte da imagem: Divulgação/Innovega)

“Normalmente, por exemplo, com uma câmera você foca em algo que está distante ou em alguma coisa que está perto — mas você foca em um ponto específico”, disse Steve Willey, chefe executivo da Innovega, ao portal BBC. Ao usar as lentes iOptik, você consegue focar em múltiplos locais, algo que o olho humano não consegue fazer naturalmente.

Óculos são essenciais

Primeiramente é importante salientar que as lentes iOptik da Innovega são desenhadas para trabalhar em conjunto com óculos especiais. Esses acessórios serão essenciais para que imagens virtuais possam ser projetadas em frente aos olhos.

A combinação entre lentes e óculos permitira a visualização de filmes em 3D nos óculos, visto que cada lente pode trabalhar com um conteúdo independente. O uso de realidade aumentada também é cogitado, de modo que este projeto resultaria em algo semelhante ao que é proposto pelo ProjectGlass.

Possíveis problemas

Há muitos benefícios proporcionados pelas lentes iOptik, porém, profissionais da área de oftalmologia alertam que elas podem ser prejudicais de diversas formas. Uma técnica semelhante se mostrou problemática no tratamento pós-cirúrgico de pacientes com catarata.

"Se você está andando com seus óculos especiais, a imagem projetada nas lentes pode mascarar sua visão central e periférica. E se as imagens estiverem ampliadas ou se movimentando, você pode ficar com tonturas", relata o professor Gary Rubin do Instituto de Oftalmologia da Universidade de Londres.

Caso os problemas relatados realmente sejam de grande preocupação, pode ser que a Innovega tenha problemas para disponibilizar o produto. De qualquer forma, as lentes já estão passando por testes da FDA (Administração de Alimentos e Drogas dos EUA). Como reportado pela BBC, os responsáveis pelo projeto esperam lançar as lentes até o fim de 2014.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!