O “Spring Forward”, evento da Apple agendado para o dia 9 de março de 2015, trouxe algumas novidades bastante interessantes para os consumidores e amantes da marca. O destaque, como já era sabido, foi o relógio inteligente da companhia. O Apple Watch teve o seus preços e datas de lançamento oficial anunciadas, acabando com o anseio daqueles que esperavam ter esse acessório em mãos.

Entretanto, a grande surpresa da apresentação não parece ter sido o Apple Watch, mas sim o novo e finíssimo MacBook, aquele que promete ser a reinvenção do notebook – de acordo com a própria empresa. A máquina traz uma série de destaques, como o novo trackpad, o funcionamento das teclas, a construção da carcaça, as disposição das baterias, novas cores e muito mais.

"O novo MacBook".

“O novo MacBook”

Durante a sua apresentação – e na Apple Store –, a empresa apresenta essa máquina como o “novo MacBook”. A intenção é oferecer a experiência definitiva de um computador portátil e reinventar o conceito de notebook sustentado até hoje. Para isso, a companhia apresentou um dispositivo de 13,1 mm de espessura, pouco mais de 900 gramas e com uma tela de Retina Display de 12 polegadas.

Entretanto, mesmo com esse anúncio, a Apple não aposentou a linha “Pro” e “Air” de computadores portáteis. Esse novo MacBook vem para preencher a espera de um MacBook Air com tela Retina, algo que era esperado por muitos, mas não aconteceu. Mesmo assim, especula-se que essa nova máquina venha substituir as duas linhas em algum momento no futuro.

Teclado do novo MacBook.

Especificações técnicas do novo MacBook

  • Sistema operacional: OS X Yosemite
  • Tela: 12 polegadas (tecnologia Retina Display)
  • Resolução de tela: 2304x1440 pixels (proporção 16:10)
  • Processador: Intel Core M dual-core de 1,1 GHz, 1,2 GHz ou 1,3 GHz
  • GPU: Intel HD Graphics 5300
  • Memória RAM: 8 GB
  • Armazenamento interno: 512 GB (SSD)
  • Bateria: 9 horas em navegação e 10 horas em reprodução de conteúdo multimídia
  • Espessura: entre 3,5 e 13,1 mm
  • Peso: 920 gramas
  • Conectividade: WiFi (802.11ac), Bluetooth 4.0, nova porta USB-C universal

Sistema individual de iluminação de teclas no novo MacBook.

Teclado completo, Retina Display, novo USB...

O teclado com tamanho completo foi uma das primeiras novidades apresentadas pela Apple. Nada de teclas comprimidas e pouco espaço para digitação. O novo MacBook possui um sistema de botões completo, usando a carcaça do dispositivo de ponta a ponta.

Porém, as teclas também ganharam uma evolução em seu funcionamento. Além de uma iluminação individual, cada um dos botões possui um novo sistema chamado “Mecanismo Borboleta” (tradução para "Butterfly Mechanism"). Essa inovação substitui o “Mecanismo Tesoura” adotado anteriormente e que fazia a tecla afundar de maneira irregular. Agora, cada botão é acionado de maneira uniforme, independente de onde ele tenha sido pressionado.

"Scissor Mechanism" x "Butterfly Mechanism".

A tecnologia Retina Display também marca presença no novo MacBook. Apesar de não ser uma novidade, esse é um “apelo” que a companhia usa na hora de comercializar os seus produtos – uma tática que tem dado certo.  Com um novo sistema de iluminação da tela, os mais de 3 milhões de pixels ficam ainda mais vívidos nessa máquina.

Retina Display com resolução 2304x1440 e mais de 3 milhões de pixels.

Outro grande destaque do novo MacBook é a sua conexão com fio que agora é mais versátil e oferece inúmeras possibilidades. Através da porta USB-C, a Apple conseguiu reunir a alimentação de energia, USB 3.0, DiplayPort, HDMI e VGA – um detalhe que ajudou a reduzir ainda mais a espessura do aparelho e deixá-lo com um visual mais “limpo”.

Nova porta USB-C universal e mais versátil.

O novo trackpad com Force Touch

Dentre todas as novidades apresentadas, uma das que mais chamou a atenção foi o novo trackpad apresentado no MacBook. Equipado com o Force Touch, esse componente oferece uma sensibilidade muito maior e a capacidade de sentir a pressão imposta sobre ele. Na apresentação, a empresa mostrou que forças diferentes ativam funções diversas na utilização do trackpad.

Novo trackpad do MacBook.

Além disso, o componente também possui um sistema de resposta háptica, oferecendo um feedback para os toques no trackpad. Por fora, essa parte do MacBook parece igual, mas é dentro que as verdadeiras inovações residem. Quatro sensores serão responsáveis por sentir a pressão e o motor háptico oferecerá as respostas aos toques.

Novo trackpad do MacBook.

Bateria e a nova disposição dos componentes

Na apresentação, a Apple também deu bastante destaque para a reformulação interna e disposição dos componentes do MacBook. A placa lógica – mecanismo que reúne o processador, memória RAM, armazenamento interno e muito mais – diminuiu significativamente de tamanho e agora não possui mais ventoinhas para refrigeração. Tudo isso, na verdade, era a preparação do “terreno” para mostrar as novidades da bateria.

Novo formato de disposição das baterias no MacBook.

A vida do MacBook longe das tomadas ganhou um upgrade pelo simples fato de a empresa adotar um novo padrão para construção dos componentes. Agora, as baterias aproveitam melhor o espaço interno da máquina, oferecendo até 35% a mais de capacidade do que uma disposição convencional.

Novo formato de disposição das baterias no MacBook.

O processador que equipa o novo MacBook é um Intel Core M “Broadwell” da 5ª geração. Esse chip é confeccionado com o processo de fabricação de 14 nanômetros e oferece um consumo de apenas 5 Watts.

A união de uma bateria e processador mais eficientes fazem com que o novo MacBook seja o notebook mais eficiente que existe – de acordo com a Apple. Com inúmeros certificados que comprovam a alcunha, a empresa promete 9 horas de navegação e 10 horas de reprodução de conteúdo multimídia.

Componentes internos do novo MacBook.

Preço e disponibilidade

Para a alegria daqueles que não veem a hora de por as mãos nesse novo MacBook – apesar do valor do dólar – a Apple tem uma boa notícia. Dia 10 de abril é a data que a empresa planeja enviar as máquinas adquiridas na Apple Store, fase que só deve cobrir os Estados Unidos por enquanto.

O preço? É aí que o assunto começa a ficar um pouco mais “salgado”. A versão mais básica do novo MacBook será vendida por US$ 1.299 que, em conversão direta na cotação atual, ultrapassa a casa dos R$ 4 mil. Porém, na Apple Store brasileira o produto terá a seguinte configuração de preço:

  • MacBook – 256 GB de armazenamento interno, processador dual-core de 1,1 GHz (Turbo Boost até 2,4 GHz): R$ 8.499 (ou em até 12x de R$ 708,25) com 10% de desconto à vista (R$ 7.649,10)
  • MacBook – 512 GB de armazenamento interno, processador dual-core de 1,2 GHz (Turbo Boost até 2,6 GHz): R$ 10,499 (ou em até 12x de R$ 874,92) com 10% de desconto à vista (R$ 9.449,10)

Preço salgado?

Será que essa o valor monstruoso compensa para os consumidores – pelo menos brasileiros – que estarão levando o MacBook para casa? De qualquer forma, ainda indisponível por aqui, é certo que a Apple apresentou um belo notebook e uma promessa ousada de revolucionar a categoria. É esperar para ver.