Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo]

Conferimos de perto o novo lançamento da Samsung, o smartphone mais potente do mercado na atualidade.
  • Visualizações196.239 visualizações
Por Wikerson Landim em 17 de Maio de 2013

Há pelo menos duas gerações, a linha Galaxy S virou referência quando o assunto é smartphone com o sistema operacional Android. Tanto o Galaxy S2 quanto o Galaxy S3 foram responsáveis por colocar a Samsung em um patamar nunca antes alcançado junto aos consumidores.

Líder absoluto em vendas entre os aparelhos com Android e disputando palmo a palmo o título de smartphone mais vendido no mundo juntamente com o iPhone, a linha Galaxy S chega a sua quarta geração cercada de muita expectativa e com o desafio de se tornar o celular mais potente disponível no mercado.

Pela primeira vez, o lançamento no Brasil aconteceu de forma quase simultânea com os Estados Unidos, o que deixou os fãs brasileiros da empresa sul-coreana satisfeitos. Porém, nas lojas nacionais, apenas duas versões estarão disponíveis: o modelo de 16 GB compatível com 3G e o modelo de 16 GB compatível com 3G e 4G.

Analisamos de forma detalhada as duas versões de aparelhos da Samsung bem como todas as novidades presentes em termos de aplicativos exclusivos disponibilizados pela empresa. Será que o Galaxy S4 pode ser considerado hoje o Android mais robusto do mercado?

Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo]

Aprovado

Design de construção

Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Ao olhar para o Galaxy S4, a primeira impressão que se tem é que pouca coisa mudou em relação à versão anterior. Apostando na manutenção do design, a Samsung optou apenas por refinar o aparelho, acrescentando pouquíssimas modificações. Entretanto, de forma alguma isso é algo ruim ou o torna menos “inovador”.

Os cantos do smartphone, que na terceira versão eram mais arredondados, agora são ligeiramente curvos. As bordas ao redor da tela foram reduzidas em 0,1 milímetro, o suficiente para que o display passasse de 4,8 polegadas para 5 polegadas mantendo praticamente o mesmo tamanho total do aparelho.

A faixa em alumínio na lateral agora é mais larga, dando a impressão de ser muito mais uma cinta do que um mero detalhe, como ocorria no modelo anterior. Esse novo formato torna  a pegada do aparelho mais anatômica e firme, evitando que ele deslize nas mãos com mais facilidade.

Na parte traseira, o acabamento em plástico, que desagradou muitos consumidores na versão anterior, foi mantido. Porém, sejamos justos: pouco mais de um ano após o lançamento do Galaxy S3, poucos problemas relacionados à tampa plástica foram relatados pelos usuários, uma prova de que, embora ele pareça frágil, na prática acaba não tendo essa característica como um problema grave.

Tela de alta qualidade

Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Sem sombra de dúvidas, entre todos os atrativos do Galaxy S4, a qualidade de imagem exibida na tela é o que mais chama a atenção. Com resolução Full HD (1920x1080 pixels), a tela Super AMOLED de 5 polegadas atinge a impressionante marca de 441 ppi de densidade de pixels – o que o coloca entre os três melhores aparelhos neste quesito no mundo (o HTC One segue como recordista com 468 ppi).

A resposta aos comandos é precisa e o sistema de haptics (resposta percebida pelo usuário durante a interação com o produto) emite sinais sonoros, luminosos ou por vibração para confirmar o “encaixe” dos comandos.

O recurso floating touch, que permite interagir com o aparelho sem tocar na tela, é um dos atrativos desta versão, mas, embora funcione de maneira interessante, na prática a novidade deve ter pouca utilidade. Passar suas fotos em uma galeria apenas abanando as mãos ou mesmo “despertar” o aparelho sem tocar na tela são funções divertidas, mas que com o tempo acabam caindo em desuso.

Interface TouchWiz

Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

A interface TouchWiz, presente em toda a linha de aparelhos da Samsung, recebeu melhorias e está mais refinada. O menu de acesso rápido, na lateral esquerda da tela, continua sendo um recurso eficiente para quem não quer perder muito tempo. A instalação de widgets bem como o acesso às aplicações, é simples e intuitivo.

Além disso, o recurso "Multijanelas", que pode ser ativado com facilidade, permite que você arraste aplicativos e exiba-os simultaneamente, facilitando, por exemplo, ações como copiar e colar conteúdo ou manter a navegação em uma página web enquanto você conversa com outra pessoa no Skype.

Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Smart Scroll e Smart Pause

Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Não é preciso mais utilizar as mãos para rolar uma página da web ou mesmo para pausar um vídeo quando você precisa sair da frente da tela do celular. Com a ativação dos recursos Smart Scroll e Smart Pause, seus olhos passam a ser o controle. Esse comando ainda não é 100% preciso e, durante a leitura, será preciso “calibrar” o ponto de referência muitas vezes.

Apesar de ser um recurso inovador, com o tempo ele acaba se tornando muito mais uma atração divertida do que útil. Caso um maior número de aplicativos se torne compatível com essa funcionalidade, em especial aqueles para leitura de livros, possivelmente estamos diante de um recurso com grandes chances de se popularizar entre os usuários.

Desempenho

Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Não há tarefa que não possa ser realizada pelo Galaxy S4. Tanto as versões quad-core como octa-core suportam com tranquilidade qualquer jogo ou aplicativo disponível na Play Store, sem travamentos, engasgos ou rastros na tela. A rapidez na transição entre apps e o desempenho mesmo com diversos aplicativos em execução (pelo menos 10) foi excelente.

No uso cotidiano, não percebemos nenhum tipo de superaquecimento na versão quad-core (obviamente a região do processador fica mais quente durante a execução de aplicativos pesados, mas nada fora do normal). Sem dúvida, com um aparelho como esse em mãos, o consumidor não vai se preocupar em ter que trocá-lo por pelo menos dois anos antes que os primeiros travamentos apareçam.

Bateria

Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

A duração de bateria do Galaxy S4 também foi aprovada em nossos testes. Com 2.600 mAh, as versões quad-core e octa-core tiveram desempenhos similares em nossos testes – entretanto, ambos os modelos foram testados apenas com o 3G e com o 4G ativo o consumo deve ser maior.

Para exibição de vídeos em HD, foram necessárias quase seis horas para drenar a bateria por completo. Com jogos e outros aplicativos, o desempenho também ficou próximo a isso, ultrapassando a marca de cinco horas em funcionamento. Já para o uso cotidiano, com WiFi e 3G ativados, a bateria deve suportar o dia todo sem precisar de uma nova recarga.

Vale lembrar que há muitas opções de sensores que podem ser desligados por padrão. A ativação de todos contribui para um gasto mais rápido de energia.

Testes de benchmark

Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Nenhum outro aparelho testado pelo Tecmundo obteve resultados tão bons no benchmark AnTuTu quanto o Galaxy S4. A versão quad-core alcançou 25 mil pontos, e a versão octa-core atingiu a marca de 27,6 mil pontos. Para se ter uma ideia, o Galaxy Note 2 chegou a 16 mil enquanto o Sony Xperia ZQ atingiu 21 mil pontos.

No benchmark Vellamo, a situação foi um pouco mais equilibrada, mas ainda assim com uma ligeira vantagem para o Galaxy S4. A versão octa-core marcou 1.768 pontos no teste HTML5 e 1.049 pontos no teste Metal.

Áudio

Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Não há nenhuma surpresa no que diz respeito ao áudio do Galaxy S4. O aparelho se comporta dentro do esperado, mantendo um nível de volume satisfatório quando em execução sem fones de ouvido. Além disso, praticamente não há distorção sonora em graves e agudos, o que torna o aparelho eficiente.

Os fones de ouvido que acompanham o produto são bons, mas poderiam ser um pouco melhores se levarmos em consideração que se trata de um aparelho top de linha. Os modelos presentes no iPhone 5 e no Nokia Lumia 920, por exemplo, são mais condizentes com a proposta do aparelho. Entretanto, ainda assim, eles estão acima da média.

Câmera

Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Com 13 megapixels de resolução, a câmera traseira do Samsung Galaxy S4 não decepciona. As fotos tiradas em ambientes claros revelam um contraste perfeito quando conferidas na tela do smartphone, situação atenuada quanto transferimos as fotos para o PC, mas ainda assim com uma qualidade acima da média.

Igualmente, em ambientes com pouca luminosidade, a câmera se sai muito bem, garantindo um equilíbrio de cores e reduzindo o nível de ruídos em fotos noturnas tiradas sem flash. Outro diferencial é o grande número de recursos e filtros para edição de imagem, que podem ser acessados de forma prática nos menus de contexto. Conheça alguns desses recursos:

  • Dual Camera

Recurso que integra as câmeras frontal e traseira. Ao tirar uma foto, você pode incluir em algum ponto da imagem uma foto sua como detalhe. O recurso é tão simples que é de admirar que ninguém tenha pensado nisso até então. Divertido e eficiente, certamente ele deve agradar àqueles que costumam reclamar por não aparecer nas fotos porque estavam atrás da câmera.

  • Sound and Shot

Trata-se do registro sonoro que pode ser vinculado a uma imagem quando você tira uma foto. Na prática, este é outro recurso bastante simples e que permite “ilustrar” de forma sonora as suas fotografias. Fácil de ser utilizado, mas com resultado final não tão atrativo. Típico item que é legal saber que existe, mas que facilmente cai em desuso.

  • Drama Shot

Certamente essa é uma das ferramentas mais interessantes da câmera do Galaxy S4. Ela permite que você dispare até 100 vezes em um curto espaço de tempo ao tirar uma foto. O resultado pode criar composições divertidas e ainda gerar a escolha da imagem “perfeita” entre todas que você tirou.

  • Eraser

Recurso que permite apagar uma pessoa ou uma determinada área de uma foto. A ferramenta de seleção, embora útil, é um pouco confusa. Recortar uma pessoa de uma imagem com precisão requer um pouco de trabalho, não sendo uma tarefa tão simples como as demonstrações davam a entender. Trata-se de uma ferramenta que pode ser aprimorada.

Aplicativos e recursos exclusivos da Samsung

Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Além do hardware potente do Galaxy S4, outro diferencial considerável do produto é a quantidade de aplicativos e recursos exclusivos disponíveis para o consumidor. As ferramentas propostas pela Samsung acrescentam recursos úteis ao Android, tornando a experiência de uso ainda mais dinâmica e funcional. Conheça as novidades:

  • S Health

Entre todos os aplicativos, talvez o S Health seja o maior destaque. O guia pessoal de saúde acompanha você em corridas e caminhadas, monitorando calorias perdidas e distância percorrida. Além disso, o sistema é integrado com o seu controle alimentar. Dessa forma, você tem acesso a informações como peso, controle de calorias ingeridas, lista de alimentos, entre outros recursos.

Para aqueles que quiserem uma experiência completa, é possível adquirir à parte acessórios como medidor de batimentos cardíacos (HRM), balança (Boby Scale) e monitor de sono (S Band). O ponto negativo fica por conta do pedômetro, que pode ser facilmente enganado quando você sacode o smartphone.

  • S Translator

O tradutor de idiomas da Samsung é perfeito quando o assunto é tradução de textos escritos. A quantidade de idiomas suportados (oito, incluindo o português) é suficiente para uma boa comunicação. O maior ponto falho fica por conta das traduções em áudio do português para o inglês.

O sistema não consegue diferenciar expressões afirmativas (como “vamos ao shopping”) de interrogativas (como “vamos ao shopping?”). O resultado é uma tradução pouco fiel e que pode deixar quem a ouve confuso. Como na língua inglesa a estrutura de uma frase interrogativa é diferente da afirmativa, não há problemas na tradução do inglês para o português.

  • S Travel

Trata-se do assistente de viagens da Samsung. O sistema é integrado com o banco de dados do Trip Advisor, de modo que há um bom número de informações disponíveis. Basta selecionar a cidade que você deseja ou deixar que o aplicativo sugira alguma de forma aleatória para conferir quais são as atrações turísticas do local. Simples e eficiente, mas nada excepcional.

  • WatchON

Que tal transformar o seu celular em um controle remoto para a TV? Essa não é uma função nova e outros aparelhos já a executam. Entretanto, o diferencial aqui fica por conta da forma como esse comando é interpretado. Não é necessário parear a TV via Bluetooth ou estar conectado à mesma rede via WiFi.

O Galaxy S4 conta com infravermelho, igual ao do seu controle remoto tradicional. Assim, tudo o que você precisa fazer é escolher o país ou região em um lista, a marca do seu aparelho de TV e começar a utilizar o celular como seu mais novo controle.

  • Story Album

O álbum de fotos inteligente da Samsung é outra das novidades. Com ele, você pode criar álbuns virtuais com as fotos tiradas, fazendo com que elas sejam enviadas automaticamente para a pasta criada. Além disso, é possível incluir informações em texto em cada uma das imagens, tornando a experiência de catalogar as suas fotos ainda mais completa.

  • S Voice Drive

Esse é o assistente pessoal para quem está dirigindo. A exemplo do Nokia Drive, disponível nos smartphones com Windows Phone 8, o assistente permite que você dê comandos de voz para o celular enquanto dirige, seja para atender o celular ou ainda para encontrar uma rota para onde seguir. A integração com o Google Maps garante precisão na hora de transitar.

  • Group Play

Seus amigos também têm um Galaxy S4? Então a partir de agora você pode usar isso a seu favor, tornando a potência sonora do que você ouve ainda maior. Com o recurso Group Play você pode criar uma espécie de rede privada entre aparelhos, tendo como objetivo compartilhar a execução de uma mesma música.

Dessa forma, os alto-falantes dos aparelhos, funcionando em sincronia, criam um ambiente sonoro mais completo, dividindo os canais de áudio entre os smartphones integrados à rede.

Reprovado

Onde estão os meus 16 GB?

Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Embora tenha sido anunciado pela Samsung em versões de 16 GB, 32 GB e 64 GB, o mercado brasileiro deve receber apenas a versão de 16 GB, ao menos em um primeiro momento. Porém, o smartphone possui compatibilidade com cartão micro SD de até 64 GB, podendo ter a sua capacidade expandida para 80 GB.

Entretanto, o cartão é vendido separadamente e, para a nossa surpresa, 8 GB dos 16 GB do aparelho já estão ocupados com o sistema operacional e outros aplicativos. Dessa forma, ao comprar o Galaxy S4, tenha em mente que você terá apenas 8 GB de espaço livre para instalar seus aplicativos e armazenar fotos e vídeos – espaço insuficiente para a maioria dos usuários que utilizarem bastante o produto.

Esse problema pode ser minimizado a longo prazo, uma vez que a Samsung revelou nesta semana que pode disponibilizar um firmware para liberar um pouco mais de espaço para os consumidores, mas até o fechamento desta análise nenhuma solução havia sido definida.

Tá pegando fogo!

Em nossos testes, conferimos de perto as versões 3G (com processador octa-core) e 4G (com processador quad-core). Infelizmente as diversas manifestações que acompanhamos na internet com relação ao superaquecimento do aparelho se mostraram verdadeiras em nossos testes, porém apenas na versão 3G.

Em condições normais, um aparelho em stand by tem uma temperatura média entre 30 e 35 graus Celsius, podendo chegar a 38 graus Celsius quando em funcionamento. Em nossos testes, após executar dois vídeos em Full HD e rodar o benchmark AnTuTu duas vezes, ficamos espantados com um salto da temperatura para 51,7 graus Celsius.

É importante lembrar que o desempenho do conteúdo executado não foi prejudicado por conta disso, e um aparelho em 50 graus Celsius não vai queimar a sua mão ou algo do gênero. Contudo, trata-se de uma temperatura acima do normal e que, infelizmente, impressiona de forma negativa, podendo se tornar um incômodo com o uso prolongado.

Posso apagar alguns desses aplicativos? Não!

Análise: Samsung Galaxy S4 [vídeo] (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Oferecer aplicativos para o usuário juntamente com o sistema operacional, como um pacote promocional, não é uma má ideia. Afinal, sempre é uma oportunidade de conhecer jogos e programas que podem se tornar úteis no futuro. Quanto a isso, a Samsung está de parabéns e apresenta um smartphone recheado de opções.

Porém, se você não gostar de algum deles, nada mais natural do que poder desinstalá-los, correto? Bem, no Galaxy S4 há quase 20 programas que não podem ser desinstalados. Desde jogos em versão promocional até aplicativos de turismo e chat, nenhum deles pode ser excluído de forma simples, da mesma maneira que você exclui um app baixado do Google Play.

É possível rootar o aparelho para apagá-los? Sim, é claro, mas esse não é o procedimento natural sugerido nos manuais de instrução.

Vale a pena?

É inegável que o trabalho realizado pela Samsung com o Galaxy S4 é certamente um dos melhores já feitos pela companhia. Se não há muitas alterações em hardware e design em relação à versão anterior, no que diz respeito a software e sensores a empresa investiu pesado.

O Brasil recebe no lançamento apenas o modelo de 16 GB, nas versões 4G (quad-core) e 3G (octa-core). Chama a atenção de forma negativa o fato de apenas 8 GB estarem livres para instalação de conteúdo, fato que praticamente obriga o consumidor a incluir em seus planos um cartão micro SD.

A diferença entre as versões quad-core (4G) e octa-core (3G) não é significativa na prática em termos de desempenho. Entretanto, o modelo com processador quad-core, em nossos testes, não sofreu com princípios de superaquecimento, enquanto a versão octa-core chegou à marca de 50 graus Celsius.

Custando R$ 100 a mais (o preço sugerido é R$ 2.499 para a versão 4G e R$ 2.399 para versão 3G), a versão 4G é a mais recomendada para a compra na opinião do Tecmundo, justamente pelo fato de se mostrar mais estável e agregar um recurso que, desde o início do mês de maio, começa a ser disponibilizado no Brasil.

Assim como os Galaxy das gerações anteriores, sua durabilidade nas mãos do consumidor deve ser de pelo menos dois anos – fator que justifica o investimento mais alto nesse momento. Com muito mais pontos positivos do que negativos, o Galaxy S4 pode ser considerado hoje o melhor aparelho com Android disponível no mercado brasileiro.

Leitor colaborador: Guilherme Dos Santos



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!