Você certamente está sabendo da grave crise pela qual passa a Petrobras, empresa que sempre foi ícone global no setor e orgulho nacional por muitos anos. Hoje, entretanto, com a queda das ações, a empresa passou a valer menos que o mensageiro WhatsApp. O Facebook comprou o serviço em 2014 por US$ 19 bilhões, e somando o valor de todas as ações da Petrobras, só se consegue US$ 18 bilhões.

O mais triste disso tudo é o fato de o WhatsApp ainda não ter sequer um modelo de negócios rentável. Ou seja, não tem como lucrar. A petroleira, por sua vez, tem o pré-sal para explorar e muito petróleo para vender, mas, mesmo assim, não consegue sair do seu poço. Essas constatações são da revista Exame, que resolveu comparar a Petrobras, junto com suas dívidas, a outras grandes empresas conhecidas.

Multibilionária

Só para você ter uma noção da situação, mesmo valendo US$ 18 bilhões, a Petrobras deve US$ 128 bilhões. Isso quer dizer que somente a dívida da companhia é 7,1 vezes maior que o seu valor de mercado. Esse montante representa cerca de 50% do valor de mercado do Facebook ou ainda 100% da montadora alemã Volkswagen.

A revista ainda ressalta que, mesmo vendendo muito petróleo, a Petrobras não consegue se manter por estar pagando com seu lucro apenas os juros dessa dívida multibilionária, que seria inclusive a maior do mundo. Por outro lado, a concorrente Shell deve US$ 45 bilhões, mas produz o dobro em petróleo e tem projetos caríssimos em andamento.

Ações

Da dívida total da Petrobras, US$ 24 bilhões precisam ser pagos em até 2 anos, dinheiro que a companhia não tem. Isso é basicamente o valor total da Netflix ou do Carrefour, por exemplo. O mais provável é que o governo desembolse de alguma forma essa fortuna para pagar a dívida. Com isso, entretanto, as ações da empresa seriam diluídas para dar mais papéis ao Estado, deixando os acionistas com papéis que valem pouco.

Hoje, uma ação da empresa vale R$ 4,45, mas, se o governo investir US$ 24 bilhões nela, teriam que ser criados muitos outros papéis e, com isso, o valor dos antigos seria praticamente dissolvido.

A crise econômica tem impedido você de investir em tecnologia? O que deixou de comprar? Comente no Fórum do TecMundo