O que é "trollar"?

Você já deve ter trollado muita gente pela internet. Mas sabe o que isso realmente significa?
  • Visualizações126.251 visualizações
Por Lucas Karasinski em 5 de Março de 2012

O que é

Quem nunca “trollou” (e também quem nunca foi “trollado”!) que atire a primeira pedra. Hoje em dia, entre uma palhaçada e outra na internet, sempre há aqueles que levam as brincadeiras e discussões para outro nível.

E quando isso ocorre, o fato sempre vem acompanhado de um termo relativamente novo, porém já bastante difundido no mundo virtual: trollar! Porém, muita gente vê e até mesmo utiliza a palavra sem saber, de fato, qual o seu real significado.

E aí, ficou na vontade de descobrir? Então fique ligado e não se preocupe, pois isto não é nenhuma “trollagem” no maior estilo erro 404.

Etimologia dos trolls

O verbo troll vem do francês antigo e, segundo a Wikipedia, trata-se de um velho termo utilizado por caçadores. Depois, no inglês moderno, o verbo troll passou a ser conhecido como uma técnica de pesca.

O que é Você teria coragem de encarar este troll aí? (Fonte da imagem: Reprodução/RaoulIncorporated)

Já a palavra propriamente dita vem de algo um pouco mais antigo. Troll é a nomenclatura utilizada para definir alguns monstros do folclore escandinavo. Os trolls eram criaturas diversas que podiam ser caracterizadas como pequenos goblins ou enormes e horrendos gigantes, tomando várias aparências e características diferentes, como ter grande agressividade e também certa falta de inteligência.

Como tudo isso virou um termo da internet? Não se sabe bem ao certo, porém, segundo um artigo do New York Times, a utilização começou no final dos anos 80, quando num serviço de debates chamado Usenet foi criada uma espécie de brincadeira.

Os “trolls” eram aqueles que conseguiam perturbar as discussões, lançando, para isso, argumentos estúpidos, sem o intuito de acrescentar algo realmente de valor. A técnica era chamada pela professora do MIT, Judith Donath, de “pseudo-naïve”.

Essa ação, conhecida também como trolling for newbies, era inclusive uma espécie de trote aplicado pelos veteranos dos fóruns em usuários mais novos e inexperientes. E foi assim que a “trollagem” começou.

Então trollar é...

Simples: “trollar” é quando você apronta alguma com alguém, seja tumultuando um tópico de discussão (da forma como tudo começou) ou, mesmo, criticando de forma engraçadona alguma postagem dos seus amigos no Facebook ou Twitter.

O que é Não façam isso comigo! (Fonte da imagem: Reprodução/Melhores Tirinhas)

Você também pode realizar algumas brincadeiras, como comprar presentes inúteis ou, se preferir, mandar algum vídeo do YouTube que pode parecer algo bem mais picante do que realmente é.

Mas cuidado: “trollar” não é praticar Cyberbullying, e muita gente confunde as duas coisas. Se você xinga as pessoas em suas fotos e comentários ou edita fotografias e imagens de maneira ofensiva, você não é um “troll” — um chato que quer ver “o circo pegar fogo” —, mas sim um criminoso virtual.

A “trollagem” popular

Hoje em dia, o termo “trollar” ganhou a internet de forma avassaladora, e muito disso se deve a uma figura que você com toda a certeza já deve conhecer: a Troll Face. Popularizada graças aos grandes sites de compartilhamento de humor, como o 9GAG, por exemplo, essa imagem foi criada no antigo Microsoft Paint e divulgada pelo site DeviantART por um usuário chamado Whynne – tudo isso nos idos de 2008.

O Troll Face é um dos memes mais famosos da internet, sendo utilizado em milhões de tirinhas pela internet hoje em dia, sempre representando o rosto de quem acabou de “trollar” alguém, não importando a situação. E pelo desenho, é realmente possível ver que o rosto ali criado resume bem o sentimento de um “troll”.

O fato é que hoje em dia você encontra “trollagens” em vários lugares diferentes, tanto dentro como fora da internet. Há violinistas se vingando de forma criativa em concertos, brigas entre grandes corporações... Até mesmo nós do Baixaki já “trollamos” o mundo da internet

Os próprios navegadores entraram no mundo das pequenas “trollagens”, escondendo pegadinhas nas funções do programa. Ainda não conhece? Então abra o Mozilla Firefox ou o Google Chrome, aperte F13 e veja só o que acontece...



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!