Talvez muitos não conheçam ou tenham ouvido falar, mas o Turing Award é considerado por muitos como o ‘prêmio Nobel da computação’ e, tal como o Nobel convencional, possui uma edição por ano. Em um comunicado oficial divulgado recentemente, a organização da premiação revelou que os vencedores de 2015 são Whitfield Diffie e Martin E. Hellman, pioneiros da encriptação. 

A dupla recebeu a honra por ter desenvolvido o Diffie-Hellman Protocol, o primeiro protocolo de criptografia, em 1976. Ele foi o responsável por criar um caminho para mandar mensagens criptografadas usando canais públicos, permitindo que qualquer pessoa com uma chave pública pudesse recorrer ao método, mas apenas aqueles com uma chave privada conseguissem decifrar a mensagem. 

“Hoje, a questão da encriptação domina a mídia, é vista como assunto de segurança nacional, impacta relacionamentos entre o governo e o setor privado e atrai bilhões de dólares em pesquisa e investimento. Em 1976, Diffie e Hellman imaginaram um futuro no qual as pessoas poderiam se comunicar regularmente utilizando redes eletrônicas e ficar vulneráveis a ter suas comunicações roubadas ou alteradas. Agora, depois de quase 40 anos, vemos que suas previsões foram válidas”, disse Alexander L. Wolf, presidente da ACM, empresa responsável pela premiação. 

Por falar em premiação (o Turing Award será entregue em um banquete a ser realizado em junho na cidade de San Francisco), a dupla também vai receber US$ 1 milhão como recompensa (montante patrocinado pela Google).

Você sabia da existência de um "prêmio Nobel da computação"? Comente no Fórum do TecMundo