(Fonte da imagem: Reprodução/Gizmodo)

Depois de tantas notícias sobre espionagem e privacidade, todo mundo já está careca de saber que, de alguma forma ou outra, tem seus dados acessados por órgãos governamentais ou empresas privadas – o que é bastante grave (confira nosso artigos sobre como apagar seus rastros e ficar mais protegido na web).

Se você é um usuário dos serviços da Google, provavelmente deve conhecer as más notícias: a NSA pode acessar os dados sensíveis no Android (e também no iOS e BlackBerry), e sua conta do Gmail não oferece nenhuma privacidade. Agora, a Computerworld descobriu que a empresa sabe todas as senhas das redes WiFi de milhões de usuários no mundo todo.

Mapeando as redes do mundo

Isso é possível através do sistema de backup do sistema operacional, que mantém uma cópia do histórico de todas as senhas WiFi nos servidores da empresa. Dessa forma, a Google poderia ser obrigada legalmente a entregar essas informações caso um governo solicitasse, e então o acesso à sua rede WiFi estaria garantido.  

A questão principal é que a Google não apenas armazena as senhas, mas faz isso de uma maneira em que é possível lê-las, caso tenha interesse. O recurso é ativado juntamente com a sincronização da lista de contatos e demais informações no Android, que restaura diversos dados no seu aparelho caso ele seja formatado ou você compre outro smartphone com o SO.

Isso significa que a Google tem um mapa de quase todas as redes WiFi em todo o mundo, já que existem mais de 1 bilhão de dispositivos Android ativados no planeta. Também significa que o governo americano pode ter acesso a milhões de redes WiFi em todo o mundo.