A AMD acaba de anunciar a quarta nova geração de chips gráficos da empresa com um vídeo que mostra as capacidades da nova tecnologia. Batizada de Polaris, essa arquitetura virá com uma nova litografia – 14 nm FinFET –, prometendo um aumento de performance significativo, além de um consumo energético mais eficiente.

Segundo a própria AMD, a mudança no processo de fabricação dos transistores com a adoção da nova litografia vai proporcionar um consumo até 61% menor quando comparado aos de concorrentes. O nome Polaris não foi escolhido por acaso, já que faz referência à estrela conhecida como Estrela do Norte – ou Estrela Polar – e é a mais brilhante na constelação da Ursa Menor, além de ser considerada um importante ponto de referência para quem precisa se orientar olhando para o céu.

Para comprovar o quão poderosa a nova arquitetura pode ser, a AMD, no vídeo acima, mostra uma placa ainda desconhecida competindo com uma NVIDIA GeForce GTX 950. Ao executar um jogo como Star Wars Battlefront, a nova GPU da empresa foi capaz de rodar o game em 1080p, qualidade média e 60 FPS consumindo apenas 86 watts.

AMD muda o lançamento da Radeon Fury X2 para 2016.

Nessas mesmas condições, a concorrente consumiu praticamente o dobro, marcando 140W de consumo. Contudo, é bom lembrar que a NVIDIA ainda vai apresentar os novos chips gráficos baseados nessa litografia, o que pode representar uma boa briga no mercado de placas de vídeo.

Como tecnologias, os novos chips gráficos que equiparão as novas placas de vídeo e processadores trarão a arquitetura Graphic Core Next de 4ª geração. Esses componentes contarão com recursos, como HDMI 2.0, DisplayPort 1.3 e tecnologia de codificação/decodificação h.256 em 4K e 60FPS.

AMD pode lançar placas Greenland de 14 nm em 2016 [rumor].

Além disso tudo, as novas GPUs também trarão melhorias na aceleração por hardware e processos, com recursos como compressão de memória, shadders com eficiência melhorada, hardware scheduler e instruction pre-Fetch. A arquitetura Polaris deve se apresentar conforme a imagem abaixo.

Segundo os planos da AMD, placas que utilizam a arquitetura Polaris devem ser disponibilizadas a partir da segunda metade de 2016. Porém, a CES 2016 deve ser o palco para que a empresa apresente alguns exemplares dessa nova GPU, oportunidade perfeita para demonstrar o poder de fogo da nova geração para os consumidores.

Na nova geração de GPUs, você vai de AMD ou NVIDIA? Comente no Fórum do TecMundo!