(Fonte da imagem: Divulgação/Microsoft)

Não há como negar que o Windows 8 passou longe de ser a melhor das ideias da Microsoft. As mudanças drásticas do sistema operacional desagradaram muita gente – estes preferiram simplesmente ignorar a existência da nova versão e ficar com o Windows 7 (ou mesmo com o Windows XP).

Com isso, é provável que você, leitor, já tenha pensado como estão as vendas do Windows 8. A resposta é um simples “não sabemos”. Na verdade, ninguém fora da empresa de Bill Gates tem ideia.

O fato é que, além das informações iniciais relatadas pela Microsoft, nenhuma outra novidade sobre as vendas do Windows 8 foi revelada. E hoje (26) o sistema operacional está completando seis meses de vida – nessa mesma faixa de tempo, alguns anos atrás, a companhia estava alardeando que o Windows 7 era a plataforma com as vendas mais rápidas da história, segundo o The Verge.

Os sinais da queda

Embora a Microsoft não tenha revelado nada sobre as vendas do Windows 8 (algo que, por si só, já significa um mau sinal), estimativas feitas por várias empresas deixam claro que a companhia está com problemas.

É o caso, por exemplo, da análise feita pelo IDC: de acordo com eles, a chegada do sistema operacional parece ser a principal causa para a desaceleração das vendas de PCs, que caiu em 13,9% no último ano.

(Fonte da imagem: Divulgação/Microsoft)

Já o Strategy Analytics, que estudou os números nas vendas de tablets – incluindo os híbridos do Windows 8, com teclados destacáveis e telas sensíveis –, apontou que a plataforma já dominou 7,5% do mercado desde seu lançamento. Antes que você pense que esses são bons valores, Peter King, diretor do setor de tablets da empresa, deixa claro: “A Microsoft e seus parceiros tiveram um começo ruim. Não há dúvidas quanto a isso”.

Mudanças desesperadas?

Mas o que muitos podem ver como o maior sinal de que o Windows 8 está sendo um fracasso em vendas é a chegada do Windows Blue. Isso porque a nova versão do sistema vai desfazer por completo as mudanças drásticas feitas pela empresa, menos de um ano depois do lançamento da plataforma “anterior”; logo, como não ver essa como uma tentativa desesperada por parte da Microsoft?

Sendo essa uma tática para melhorar as vendas do Windows 8 ou não, o fato é que a Microsoft precisa parar de “esconder o jogo”. Afinal, todos sabem que o sistema operacional está com problemas – fingir que nada está acontecendo só vai piorar a imagem deles.

Cupons de desconto TecMundo: