Embora a Microsoft já esteja distribuindo o Windows 10 de forma gratuita aos usuários do Windows 7 e do Windows 8 há alguns meses, a empresa parece não estar satisfeita com os números obtidos até o momento. Indício disso é o fato de que a companhia decidiu oferecer o upgrade de uma forma bastante intrusiva para quem não decidiu realizá-lo até o momento.

Agora a empresa não está mais contente em simplesmente mostrar um ícone na barra de notificações, optando pela exibição de uma janela que abre assim que o sistema operacional instalado em sua máquina é iniciado. Nela, há somente as opções de fazer a atualização no momento atual ou deixá-la para a noite do mesmo dia — algo que tem tudo para confundir usuários menos hábeis com computadores.

A nova maneira como a empresa oferta o Windows 10 dá a entender que não há como escapar do upgrade, embora isso seja possível clicando no botão X do canto da janela. Independente das motivações da companhia, não há desculpas para a maneira intrusiva como ela está agindo, especialmente quando levamos em consideração alegações anteriores de que a oferta do novo sistema seria feita de forma opcional e respeitosa aos consumidores.

Caso você seja o membro da família “técnico em informática”, prepare-se para dar assistência a vários parentes que vão acabar instalando a atualização acidentalmente durante os próximos meses. Como a única forma de parar a instalação do Windows 10 após aceitar umas das opções da Microsoft é recusando os termos de serviço da companhia, são poucas as chances de que o plano da companhia de expandir sua base de usuários não dê certo — afinal, é somente um número restrito de pessoas que chega a ler esse tipo de documento na internet.

Você concorda com a decisão da Microsoft? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: