Mesmo faltando poucos dias para o lançamento da versão final e estável do Windows 10, em 29 de julho, a Microsoft e a Intel ainda estão em ritmo acelerado de trabalho. Agora, o problema é um bug que reduz drasticamente a vida útil de uma carga de bateria nos notebooks com o sistema operacional.

O erro foi encontrado na build mais recente do Windows 10, a 10240 — também conhecida como Release to Manufacturing (RTM), a que é enviada para as fabricantes e que estarão em eletrônicos vendidos com o sistema já pré-instalado.

O tal problema com a bateria faz com que o tempo de duração caia em menos de 10%, um valor considerável para quem precisa utilizar o laptop por bastante tempo.

"Intel e Microsoft estão trabalhando para otimizar os drivers para desempenho de bateria no Windows 10 entre as plataformas Intel. Enquanto trabalhamos em otimizações técnicas, vimos pequenos golpes à vida da bateria, mas até mesmo nos valores mais altos isso não pasos dos 10%. Saiba que esperamos que a vida útil da carga nos sistemas Windows 10 seja o mesmo do que nos sistemas Windows 8.1, uma vez que os drivers finais para Windows 10 sejam atualizados e disponibilizados", afirmou a companhia ao site PC World.

Esse não é o único problema que está em fase de correções quase em cima da hora: um erro relacionado às GPUs integradas da Intel HD Graphics para a linha Surface também foi detecto e corrigido recentemente.

É provável, ainda mais por conta da declaração acima, que o bug do consumo de bateria em laptops seja resolvido antes do dia 29. Ainda assim, reforçamos que um sistema operacional recém-lançado pode apresentar problemas de desempenho ou estabilidade em seus primeiros dias de vida.

Cupons de desconto TecMundo: