A Intel é muito interessada no mercado de computadores: 95% dos lucros operacionais da empresa no ano passado vieram de chips para PCs. Ainda assim, ela mantém os pés no chão e não acha que o segmento está em alta.

De acordo com o Business Insider, a Intel acredita que nem mesmo o aguardado lançamento do Windows 10 não vai alavancar as vendas de computadores. Isso porque, assim como quando o Windows XP perdeu o suporte da Microsoft, os consumidores vão preferir atualizar a máquina atual do que adquirir um novo dispositivo.

"Estamos passando por outra transição, atualizações do Windows 10. Estamos vendo empurrões a cada trimeste, mas continuaremos levando em conta a visão da previsao de longo alcance: o mercado de PCs deve se estabilizar ou decair razoavalmente à longo prazo", disse o CEO da Intel, Brian Krzanich, em uma conferência para investidores na última semana.

Ainda assim, o CEO não está tão preocupado: ele alega que a Intel não sofrerá grandes perdas com o mercado desacelerado de PCs (e com vendas mobile abaixo do esperado), já que outras áreas também recebem atenção da companhia. Negócios envolvendo data centers são os novos carros-chefe da marca.

Cupons de desconto TecMundo: