Você pode ter lido o título desta notícia e pensado que estamos enganados, afinal de contas já existem vários notebooks com Windows que possuem sensores de impressões digitais para o desbloqueio de tela e acesso aos perfis pessoais. Porém, a grande verdade é que no Windows 10 isso será uma possibilidade muito mais interessante, pois não será tão limitada quanto é atualmente.

De acordo com o que a Microsoft anunciou em um evento de segurança digital realizado na Universidade de Stanford na semana passada, o grande avanço está no suporte ao FIDO (Fast Identification Online). Isso significa que os computadores com Windows 10 poderão utilizar leitores biométricos construídos por desenvolvedores terceiros e independentes das fabricantes de computadores ou mesmo da Microsoft — com a devida homologação, é claro.

Com essa mudança, os consumidores não seriam limitados à utilização para o desbloqueio do Windows, sendo possível realizar as leituras biométricas para substituir senhas em diversos momentos — inclusive para acessar contas online, por exemplo. O FIDO é um padrão aberto — que depende de certificação, mas não cobra royalties para isso —, e já existe uma previsão excelente de adesão.

Além da Microsoft, há diversas empresas de renome que devem passar a utilizá-lo. Isso inclui PayPal, Google e Bank of America, sendo  que uma grande quantidade de companhias pode anunciar parceria com o FIDO em breve. Isso significa que em um futuro próximo, sensores biométricos com a certificação devem estar prontos para o mercado e para os principais serviços online, não apenas para o sistema operacional. 

Cupons de desconto TecMundo: