O famoso “vazador” de notícia da Microsoft, WZor, voltou após algum tempo de ausência com notícias curiosas sobre o Windows 9. Segundo ele, a escolha de uma data definitiva de lançamento para o sistema operacional foi afetada após decisões do governo da China que atrapalharam os planos da empresa.

O informante relata que as escolhas dos líderes chineses chocaram os executivos da Microsoft, que entraram em pânico sobre o futuro da plataforma e devem segurar sua chegada até encontrarem uma forma de contornar esses problemas. “É muito provável que a companhia lance o Windows 9 Enterprise Edition sem integração com seus serviços de nuvem e com a possibilidade de desativação da interface ‘Metro 2.0’”, diz.

O crescimento social, econômico e militar da China, combinado ao seu grande tamanho e às crises econômicas norte-americanas tornam o país um mercado cada dia mais importante, de forma que as decisões do seu governo passam a ter bem mais peso para as companhias. Estima-se que 75% da população chinesa continue usando o Windows XP, o que rendeu críticas abertas do país à empresa após sua decisão de encerrar o suporte à plataforma.

Passado, presente e futuro

Ao mesmo tempo, o governo chinês continua bastante hesitante em autorizar que serviços estrangeiros de nuvem sejam usados dentro de seu território, o que motiva os empecilhos à instalação do Windows 9. Além disso, especula-se que o país tenha ficado infeliz com a escolha do indiano Satya Nadella como CEO da empresa, já que China e Índia são países marcados por uma competição histórica.

Vale ressaltar, é claro, que esses rumores devem ser vistos com muita cautela, já que os planos podem ser mudados com uma simples decisão dos executivos da Microsoft. Ainda assim, caso o lançamento do Windows 9 realmente tenha sido adiado, o ocorrido pode ser um mal sinal para a empresa, já que representaria uma continuidade das políticas em sua administração anterior.

Cupons de desconto TecMundo: