Cada vez mais perto de completar um ano e deixar de ser oferecido como uma atualização gratuita para os consumidores, o Windows 10 ainda não vai parar de incomodar os usuários que não querem fazer o update. Agora, a nova estratégia da Microsoft é usar uma mensagem em tela cheia, impedindo que qualquer outra atividade seja realiada sem que a janela seja dispensada.

Agora, entretanto, depois de ter abandonado os "updates forçados" e ter sofrido com essa tática – perdendo até US$ 10 mil em um processo –, a Microsoft deixa mais clara as mensagens para quem não quer aproveitar a atualização. Além das letras grandes – "Desculpe interromper, mas isso é importante" – avisando sobre a importância do texto, quatro botões são exibidos par aos usuários: atualizar agora, lembrar depois, agenda mais três notificações ou escolher não ser avisado mais sobre esse update.

Mensagem de atualização do Windows 10 agora é exibido em uma janela com tela cheia

A data limite para baixar o Windows 10 como uma atualização gratuita é o dia 29 de julho. Depois dessa data, os preços do sistema operacional vão variar entre R$ 400 e R$ 1,1 mil, dependendo da versão desejada. Até hoje, mais de 350 milhões dispositivo possuem Windows 10 instalado. Se você tem o sistema Windows 7, 8 ou 8.1 no computador e ainda está em dúvidas se vale a pena ou não atualizar a máquina, confira a nossa análise para decidir de uma vez.

Cupons de desconto TecMundo: