Sabia que o WhatsApp não serve apenas para paquerar ou conversar com o seu grupo de amigos durante o dia inteiro? Em Jaú, uma cidade do interior de São Paulo, o aplicativo está sendo usado pela Polícia Militar para combater a criminalidade. Por meio dele, os moradores podem enviar mensagens diretamente para a corporação, avisando mais rápido a força militar caso necessitem de suporte.

De acordo com reportagem do G1, a ideia de usar o WhatsApp nasceu de uma parceria entre a PM e o Conselho de Segurança de Jaú (Conseg). "Os policiais já usavam o app em redes para trocar informações e vimos que estava dando certo", comentou em entrevista o major Jefferson Bastos.

Bastos também relatou que o número próprio da PM no WhatsApp deve ser usado apenas em casos de urgência. "Se estou vendo uma pessoa armada, eu vou ligar, porque se eu for cadastrar a ocorrência no 190 vai demorar um pouco e pode ser que perca essa oportunidade", exemplifica o major.

A PM também informou que o serviço de mensagens é apenas um complemento do atendimento 190, que não será extinto. O Conseg disse que a PM já recebeu mais de 100 mensagens dos moradores. "As mensagens são em relação à questão do tráfico de drogas, informações de suspeitos de furtos, de roubos, até efetivas de acidentes que acabam acontecendo no momento", disse Márcio Almeida, presidente do Conseg.

Quem cuida do app mensageiro na cidade é um policial que fica alocado no batalhão. O procedimento é simples: assim que a mensagem chega, uma viatura é acionada para averiguar a situação.

Caso você more em Jaú e não saiba do serviço, o número do WhatsApp da Polícia Militar é: (14) 9 9711-0190. Segundo a PM, a identidade do autor da mensagem é mantida sob sigilo — porém, em caso de trote, é possível rastrear o mandatário pelo número celular.

Cupons de desconto TecMundo: