Tivemos uma visão do futuro... E ele é ótimo!

Muitos povos antigos criaram histórias para explicar os ambientes em que viviam. É bastante famoso, por exemplo, o mito grego de Atlas, o homem condenado pelos deuses a carregar a Terra por toda a eternidade. Ao mesmo tempo, a ideia de que o nosso planeta é sustentado por uma tartaruga gigante é bastante recorrente em várias mitologias orientais.

Em Xenoblade Chronicles, por sua vez, os titãs Bionis e Mechonis estavam fadados a batalhar um contra o outro eternamente. Após milênios, contudo, o corpo dos guerreiros passou a servir de lar para diversos seres vivos. A diferença, todavia, é que nesse caso não se trata de apenas um mito, mas sim da realidade vivida pelos personagens do game.
Embora os titãs já estejam inertes há milhares de anos, a luta entre eles parece continuar, uma vez que os Mechons (como são chamados os robôs que vivem em Mechonis) costumam atacar os habitantes de Bionis – como os humanoides Homs – para se alimentar. E é justamente no meio dessa guerra que toda a aventura começa. Está preparado?

Saído da mente de Tetsuya Takahashi, responsável por Chrono Trigger e outros títulos da série Xeno, Xenoblade Chronicles consegue a façanha de superar as sua altas expectativas. Ainda que desfavorecido pela incapacidade do Nintendo Wii de gerar gráficos em HD, o game apresenta personagens e cenários fabulosos.

Além disso, a trama complexa e instigante por si só já bastaria para justificar a qualidade do game. No entanto, há praticamente uma infinidade de tarefas secundárias para o jogador que, embora tomem muito tempo, são extremamente gratificantes.

Deste modo, se você tem um Nintendo Wii e sentia a falta de títulos fora da proposta casual pela qual o console ficou conhecido, não perca tempo e corra atrás de Xenoblade Chronicles – um game obrigatório para qualquer um que apresente o mínimo interesse em RPGs.