Imagem de War Thunder
Imagem de War Thunder

War Thunder

Nota do Voxel
65

Um voo alto, mas uma geração atrasado

War Thunder é o primeiro título da Gaijin Entertainment para PlayStation 4 da — o jogo, aliás, já havia sido lançado para PC em agosto, mas chegou para à PSN europeia apenas no último dia 29 de novembro. O game revive a Segunda Guerra Mundial e coloca à sua disposição algumas das principais forças envolvidas no conflito.

Você escolhe entre União Soviética, Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Itália, Austrália ou Japão (de fato, você começa em uma nação, mas as demais vão sendo liberadas aos poucos dentro do jogo) e inicia a sua jornada. São diversas formas de batalha, mas, basicamente, seu objetivo é derrotar o inimigo atacando não somente seus aviões, mas também suas unidades terrestres e sua base principal.

O game é online e separa os jogadores em dois grupos numerosos, o que cria um combate dinâmico e ameaçador até certo ponto. De modo geral, as novidades ao longo do jogo, que aprimoram suas habilidades e liberam novas aeronaves, não conseguem livrá-lo da monotonia, mas é sempre importante lembrar que War Thunder é um freemium: um título gratuito no qual você pode usar dinheiro de verdade para adquirir algumas vantagens.


A quantidade pontos positivos é maior do que a de pontos negativos em War Thunder, disso não há dúvida. O fato de ser um jogo gratuito chama ainda mais atenção, afinal jogar e não gostar não vai significar nenhum prejuízo a qualquer jogador. Mas isso tudo não significa que este seja um game incrível.

Seu sistema de evolução e de danos é coerente, há sempre desafiantes online prontos para as mais variadas guerras e novos conteúdos são liberados aos poucos, características que podem ser suficientes para prender o jogador por um bocado de tempo. Porém, a pobreza de detalhes no cenário e a repetição acabam limitando a diversão por aqui, tornando a experiência de jogo cansativa em médio prazo.

O trabalho feito pela Gaijin Entertainment merece destaque, e isso não se questiona em nenhum momento. Mas a impressão geral depois de algumas horas de jogo é de que o game poderia ter mais opções para dinamizar a jogatina, como maior variedade de modos de jogo, mais missões para serem realizadas em um cenário e um sistema de conquista mais claro e objetivo.

Por fim, a parte visual também não é um grande atrativo e contribui para a impressão geral de que War Thunder parece estar uma geração atrasado.