Imagem de Tokyo Jungle
Imagem de Tokyo Jungle

Tokyo Jungle

Nota do Voxel
75

Quem diria que ser um cachorro de madame seria tão divertido? [vídeo]

Gameplay BJ

Em um canto da cidade, um grupo de lulus da Pomerânia se reúne atrás de um carro abandonado esperando que aquele hipopótamo abaixe a guarda e se torne a presa da semana. Um pouco mais além, alguns chipanzés tentam chegar ao seu ninho na antiga estação de trem, mas precisam passar pelo território das hienas. Os tempos são difíceis para todos os animais.

Não entendeu nada? Então você está começando a entrar no espírito de Tokyo Jungle, um dos títulos mais diferentes e bizarros a chegar aos consoles nos últimos anos. Quando foi que imaginamos que colocar dezenas de espécies em um mundo pós-apocalíptico poderia dar origem a um game?

E embora pareça ser algo totalmente sem sentido, a ideia não só tem lógica como funciona muito bem dentro de sua estranha proposta, resultado em um título incrivelmente coeso, divertido e desafiador. Afinal, como um jogo que transforma Tóquio em uma gigantesca arena de sobrevivência com cães, gatos e dinossauros poderia ser ruim?

Tokyo Jungle é um daqueles jogos que ninguém espera nada e que, no final das contas, consegue surpreender todo mundo devido à sua mecânica complexa e igualmente divertida. Afinal, quem imaginava que controlar um cachorro de madame seria algo tão interessante e desafiador?

Img_normal

É claro que ele exige que o jogador encare aquela experiência de maneira diferente de como ele se depara com um grande lançamento. Ele tem uma proposta bem diferente daquela que vemos em outros jogos e pode ser facilmente confundido com um título voltado para um público mais infantil. Porém, bastam alguns minutos nas ruas dessa Tóquio pós-apocalíptica para perceber que as coisas são bem mais complexas do que parecem e que sobreviver na pele de um lulu da Pomerânia é algo bem mais difícil do que parece.

No fim das contas, Tokyo Jungle é um game que merece ser conferido, nem que seja para dar risada das estranhas situações que aparecem a cada momento. Mesmo com seus problemas, seu alto índice de diversão prova que boas ideias são capazes de sair até mesmo dos lugares mais improváveis. Basta ter imaginação e um pouco de ousadia.