Imagem de Siege Survival Gloria Victis
Imagem de Siege Survival Gloria Victis

Siege Survival Gloria Victis

Nota do Voxel
75

Siege Survival Gloria Victis mostra inovação no mundo dos games

Durante muito tempo, os cercos foram uma estratégia utilizada para vencer batalhas. A ideia consistia em cercar um castelo e deixá-lo sem fonte de recursos. Com isto, quem estivesse dentro dele teria que sobreviver com o que tinha.

A tática  de guerra foi usada durante muitos anos e o Cerco de Malta ficou entre os mais conhecidos da história, com duração de 4 meses. Sem comida, medicamentos e contato com o mundo exterior, a morte foi questão de tempo na ilha europeia.

O perigo se aproxima

A ideia por trás de Siege Survival Gloria Victis é se colocar no lugar de quem foi cercado. A história se passa em 1205, quando as trombetas soaram forte em Edring. Os guerreiros selvagens de Kargald devastaram grande parte da vila, mas muitos sobreviveram.

Os vikings romperam a linha defensiva e os guardas deram suas vidas para salvar a população, que agora se aglomera dentro do castelo. Mas o bastião segue firme e forte no entorno do que restou.

Dentro da fortificação, você comanda um garoto chamado Flint, um “faz tudo” do vilarejo e, que agora, se encontra numa situação de vida ou morte. Precisa sobreviver e ajudar a todos que estão no bastião. Para isto terá que reconstruir o que foi destruído dentro do castelo e torcer para que tudo dê certo.

O estúdio Ravenscourt utilizou ingredientes de gerenciamento e crafting para construir o game design de Siege Survival Gloria Victis. Uma ideia brilhante e que pela primeira vez recebeu este contexto medieval. Até podemos dizer que ele lembra muito do que foi encontrado em This War is Mine, no quesito sobrevivência.

Construir e sobreviver

A aventura pode ser divida em dois momentos, que caminham em paralelo junto da história. O primeiro se passa durante o dia e consiste em gerenciar tudo o que existe dentro do castelo. O outro, noturno, será fundamental para encontrar itens e transformar sua vida mais fácil dentro do cerco.

A aventura diurna consiste em construir mecanismos que ajudem na sobrevivência. Pode ser uma fogueira para fazer comida, ou até uma área exclusiva para fazer flechas e reparar o armamento dos soldados que se encontram no bastião.

As possibilidades são enormes. Você terá que cuidar dos animais, fabricar remédios, arrumar itens quebrados e, até mesmo, construir camas para que todos possam se recuperar no dia a dia.

Tudo funciona de forma simples e bem intuitiva. Basta ter os recursos necessários e mãos à obra. Você utilizará a matéria-prima para fazer o que necessita e desenvolver o local para suportar as investidas dos inimigos.

Mas não pense que é apenas isto. Você também cuidará da integridade física dos personagens. Lembre-se: é necessário se alimentar e dar comida para os soldados. Cuidar dos seus ferimentos e manter a tropa com o emocional elevado. Caso contrário, prepare-se para perder a batalha.

O grande problema do game se encontra na hora do crafting. Tudo ocorre de forma muita lenta. Qualquer deslize e perda de tempo pode custar muito caro ao longo da aventura. Em certos momentos, chegará a hora de fazer escolhas para sobreviver e tudo terá que ser bem pensado para que a situação siga da melhor forma possível.

Durante o seu dia no cerco, ingredientes tornarão sua vida mais complicada, como os ataques aéreos. Prepare-se para chuvas de flechas, pedras lançadas por catapultas e, até mesmo, doenças contagiosas, que podem assolar os sobreviventes do cerco.

O mundo paralelo

Quando a noite chega é hora de abastecer o seu castelo. Você terá a oportunidade de vasculhar a cidade atrás de itens raros e necessários para criação. Poderá encontrar madeira, água limpa, pedaços de panos e também histórias paralelas, que podem ajudar ao longo da aventura.

Tudo seria muito fácil se não fosse a presença dos vikings. Durante o “passeio” na cidade é preciso ficar de olho e tomar cuidado para não ser visto pelos inimigos. Caso contrário é morte na certa. Aqui entra um leve ingrediente de stealth, que torna a aventura mais divertida.

Lentidão extrema

Como dissemos acima, o gerenciamento dentro do cerco precisa ser balanceado. Se você não souber cuidar do tempo, dificilmente sobreviverá. Como exemplo, temos a criação de comida, algo básico para prosseguir no jogo. Para que ela ocorra é preciso ter ovos, carnes cortadas e madeiras. Só que para ter estes itens é necessário fazer crafting, o que torna o seu tempo ainda menor.

Além disso, as ações de construção só acontecem quando o personagem chega ao local de trabalho. Este é um grande diferencial frente aos jogos de estratégia em tempo real, pois compromete a realização de tarefas automáticas.

A situação só piora quando você percebe que tem apenas dois sobreviventes para fazer tudo. Ao longo da aventura, outros ajudantes chegam ao cerco, mas prepare-se, pois até que isto aconteça, muito trabalho deverá ser feito. Por mais que você tenha ajudantes, tudo tem que ser realizado manualmente e a demora em colocar cada um em seu devido lugar mais atrapalha do que ajuda.

Isto acaba comprometendo a diversão, fazendo com que a parte noturna seja um grande alento. Como disse, a ideia do jogo é excelente, mas pode ser repensada no quesito balanceamento e dinâmica.

Falta imersão

A parte gráfica não é o grande foco do jogo, mas isso não significa que ela comprometa a aventura. De certa forma, a otimização está perfeita, tirando um pouco da atenção que temos para estes problemas.

A arte é pesada e confunde bastante na hora de diferenciar o que é possível ser feito, principalmente na procura por itens ao longo da cidade. Talvez uma atenção maior nessa área poderia favorecer demais o jogo. Os ícones são confusos, dificultando ainda mais a realização rápida da construção de itens.

Vale a pena?

Siege Survival Gloria Victis é uma ideia maravilhosa que poderia ser melhor executada. Como disse acima, possui mais qualidades do que defeitos, porém precisa passar por um balanceamento e amadurecimento. O título dá vida a uma lacuna jamais vista no mercado e pode angariar muitos fãs, principalmente os apaixonados pela era medieval.

 

Sobreviver em um cerco é tarefa para poucos

Nota Voxel: 75

Pontos positivos

  • Ideia original
  • Craft simples
  • Stealth noturno

Pontos negativos

  • Falta de balanceamento
  • Ícones confusos
  • Gráficos simples

Siege Survival Gloria Victis foi cedido gentilmente pela Ravenscourt para a realização desta análise.

Pontos Positivos
  • Ideia original
  • Craft simples
  • Stealth noturno
Pontos Negativos
  • Falta de balanceamento
  • Ícones confusos
  • Gráficos simples