Uma volta ao local de um crime bem conhecido

Lançado em 2011, Payday: The Heist nos mostrou uma visão pouco usual ao mundo dos jogos eletrônicos, colocando o jogador no papel de um criminoso cujo único objetivo era conseguir dinheiro. Nada de motivações nobres, histórias complexas ou situações que justificassem suas ações: era basicamente matar ou morrer enquanto você esperava que um cofre fosse explodido ou que a polícia trocasse seus companheiros por reféns.


Dizer que Payday 2 mantém exatamente a mesma fórmula não seria nenhum exagero, mesmo que isso não seja exatamente uma crítica ao jogo. Preservando a mecânica que consagrou seu antecessor como um grande título multiplayer, o novo game da OVERKILL (divisão da Starbreeze) amplia conceitos de forma a tornar a experiência ainda mais divertida — mesmo que não exatamente original.

O game é constituído por uma série de missões com dificuldade variada nas quais seus objetivos variam entre roubar o cofre de uma agência bancária até destruir completamente uma loja que está devendo “dinheiro de proteção”. Todas as aventuras são feitas com o auxílio de até três companheiros, que podem ser controlados tanto pela inteligência artificial quanto por outras pessoas (opção que exige uma conexão com a internet).

Caso você seja o tipo de pessoa que gosta de jogar de forma solitária, passe longe de Payday 2. O jogo claramente foi feito para ser aproveitado junto a outras pessoas em partidas online, que é quando ele revela seu verdadeiro potencial. Já em seu modo single player, o game não possui nenhum atrativo, contando com uma inteligência artificial que vai fazer você querer jogar seu controle ou teclado em direção à parede mais próxima.

Dito isso, o título oferece uma boa dose de diversão, especialmente se você tem como garantir que seus amigos tomem controle dos demais personagens que participam de uma missão. Tentar novas táticas para encarar os desafios que surgem pelo caminho se mostra uma atividade bastante envolvente, especialmente quando cada um dos participantes investe em especializações complementares àquelas que você escolheu.

Img_normal
No entanto, vale notar que o game não se sustenta a longo prazo, ficando repetitivo caso seja jogado durante muitas horas seguidas. No entanto, isso pode ser ignorado caso você leve em consideração que o título possui um escopo e preço reduzido (média de R$ 50) em relação a títulos considerados AAA.

Em resumo, Payday 2 não é exatamente a melhor experiência FPS disponível no mercado, mas não deve decepcionar quem decidir experimentá-lo. Caso você não seja um fã de jogos competitivos e tenha alguns amigos à disposição, o título é garantia de algumas tardes bastante divertidas — só não acredite que você continuará falando sobre ele daqui a alguns meses.