Imagem de Olympic Games Tokyo 2020 – The Official Video Game
Imagem de Olympic Games Tokyo 2020 – The Official Video Game

Olympic Games Tokyo 2020 – The Official Video Game

Nota do Voxel
75

Olympic Games Tokyo 2020 é divertido, mas falha na escolha das modalidades

Chegou um dos momentos mais especiais para quem realmente gosta de esportes. Além da enxurrada de jogos que devem sair nos próximos meses, para consoles e computadores, começa no fim do mês de julho o maior evento do planeta, os Jogos Olímpicos.

A competição foi adiada para este ano, devido à situação da pandemia no Japão. Para quem é apaixonado por videogame é impossível não fazer uma relação do torneio com a chegada do jogo que cobre o evento.

Olympic Games Tokyo 2020: The Official Video Game acaba de ser lançado pela Sega, para Nintendo Switch, PlayStation 4, Microsoft Windows, Stadia e Xbox One. A empresa aproveitou o maior período de desenvolvimento para entregar um jogo de muita qualidade.

Mais Arcade

Quem é do tempo que Decathlon não era uma loja de artigos esportivos, lembra muito bem do game que destruiu uma série de controles de Atari. Um título que tinha como foco a simulação dos principais eventos esportivos presentes nos Jogos Olímpicos.

O tempo foi passando e a visão dos desenvolvedores também. No último grande evento, que ocorreu em 2016, no Rio de Janeiro, os gamers receberam apenas a turma do Mario e do Sonic cobrindo a festa esportiva.

Para o Japão, a Sega resolveu apostar novamente em um jogo do encanador e do ouriço, lançado no fim de 2020. Agora, Olympic Games Tokyo 2020 tenta mesclar um pouco do adquirido nos últimos títulos sem perder a essência de diversão.

Lista discutível

O jogo tem ao todo 18 modalidades esportivas. Entre elas, as conhecidas provas de atletismo, como os 100 metros rasos e com obstáculos e o 4 por 100. Entre as mais tradicionais encontramos o salto em distância e o arremesso de martelo.

Infelizmente não encontramos algumas provas que também moldaram a forma dos jogadores se divertirem ao longo dos anos, como o salto triplo, o lançamento de dardo e o espetacular salto com vara.

Percebemos que a empresa resolveu dar foco em novas modalidades olímpicas e nos esportes coletivos. Temos vôlei de praia, BMX, escalada, tênis, basquete e futebol. As provas aquáticas também não poderiam ficar de fora, com os 100 e os 200 metros livres.

Eu acredito que a ideia de se colocar muitos jogos coletivos foi para alavancar o modo multiplayer, por mais que as outras modalidades também permitam atuar com os amigos. Até podemos ter a presença deles, mas poderiam ter evitado colocar basquete e futebol.

Primeiro por serem esportes que têm jogos de qualidade, como FIFA, PES e a série da NBA 2K. É evidente que a comparação iria existir e ela é a pior possível. Os desenvolvedores do Olympic Games Tokyo 2020 perderam tempo ao colocar essas modalidades.

Alguns esportes coletivos acabam pesando a favor na balança, como o rugby de 7 e o vôlei de praia. Eles são divertidos, com mecânicas simples e que facilitam o entendimento do esporte.

Poderiam ter dado espaço para os saltos ornamentais, arco e flecha e até mesmo por mais provas de atletismo, que são a essência dos Jogos Olímpicos. Talvez eles tenham mudado de ideia para não deixar o jogo repetitivo, principalmente com relação às mecânicas de jogo.

Fim dos smash buttons

Quem curte games especializados nos jogos olímpicos sabe muito bem que as mecânicas de jogo são muito parecidas. Ao longo da história, os desenvolvedores conseguiram se desvincular do famoso esmaga botões, de sequências que só ajudavam a destruir nossos controles.

Mas é impossível sair deles totalmente. Nas provas de velocidade, o jogador terá que usar e abusar da velocidade ao apertar pelo menos um dos botões. Especificamente no arremesso de martelo, será necessário realizar movimentos rápidos e em 360 graus com o analógico direito.

Alguns elementos inseridos de forma correta, como nivelamento de arremesso e de pulo ajudam a completar os ingredientes para realizar uma boa prova. No salto em distância é necessário pular no momento certo e em 45 graus. Na escalada é fundamental acertar a sequência correta de movimentos.

O grande destaque fica para as provas de natação. Elas utilizam técnicas inteligentes e que não degradam o seu controle. O jogador terá que cumprir uma série de sequências e movimentos, dosados sem exagero na velocidade. Os esportes aquáticos são os mais divertidos de Olympic Games Tokyo 2020. Uma pena que temos apenas duas modalidades.

Sintonia fina

Para uma boa execução dos controles é fundamental que eles sejam responsivos. A Sega conseguiu fazer com maestria o funcionamento de tudo que nos cerca no game. Não existem atrasos e muito menos problemas ao executar os movimentos com precisão.

O que mais encanta é o fato de os movimentos serem únicos de cada prova, mostrando o cuidado que a empresa teve ao polir da melhor forma possível o seu gameplay. Agradeça também ao adiamento dos jogos olímpicos.

Como dissemos no começo, o game tem uma pegada arcade e foi desenvolvido para a diversão. Homens competem com mulheres, tanto nas provas individuais como nos esportes coletivos.

Imagino que a intenção da desenvolvedora foi mostrar que somos iguais, independentemente da raça ou gênero. Até mesmo em lutas de boxe, judô e no futebol aparecem times mistos.

Os gráficos são excelentes, principalmente se considerarmos a proposta de um jogo arcade. Os bonecos são bem polidos e podem ser divididos em três tipos físicos. O cenário também é destaque, com muitas cores e bom gosto, mostrando que a empresa também deu uma boa atenção a esse quesito.

Vale destacar a otimização do jogo. Olympic Games Tokyo 2020 não tem quedas de frame rate e, muito menos, problemas de desempenho, mesmo sendo jogado em 4k.

Novidades

Olympic Games Tokyo 2020 traz algumas características únicas, como um excelente modo de customização. Você pode trocar até mesmo as roupas utilizadas pelos personagens em determinadas provas.

Algumas delas estão bloqueadas e será necessário adquirir pontos para desbloqueá-las. A pontuação é adquirida ao jogar os eventos. Inclusive, quanto mais você joga uma modalidade, mais dicas valiosas acabam aparecendo.

Você começa cada esporte com três dicas básicas. Ao jogar pelo menos 7 vezes cada uma delas, será possível incrementar o seu tempo, distância ou pontuação, com tutoriais específicos.

Outro fator inserido no game diz respeito aos recordes. Além do famoso ranking mundial, quando você consegue uma marca expressiva e muito melhor do que a inteligência artificial, Olympic Games Tokyo 2020 gera um jogador de elite com uma marca melhor, para que você possa batê-lo. Isto aumentará consideravelmente o fator replay do jogo.

Vale a pena?

Olympic Games Tokyo 2020 tem como objetivo entreter os jogadores, de forma leve e participativa, com muitos jogos coletivos. O modo de customização é bacana e a inserção dos jogadores de elite aumentam o desafio.

O jogo deve entreter tanto os apaixonados por simuladores quanto os fãs de jogos arcades, na medida certa. Minha única contestação fica para a escolha das modalidades olímpicas, que tiveram muito foco nos esportes coletivos.

Olympic Games Tokyo 2020 foi cedido gentilmente pela Sega para a realização desta análise.

Pontos Positivos
  • Arcade na medida certa
  • Customização
  • Fator replay
Pontos Negativos
  • Modalidades esportivas
  • Esportes desnecessários, como futebol e basquete