Imagem de LEGO The Lord of the Rings
Imagem de LEGO The Lord of the Rings

LEGO The Lord of the Rings

Nota do Voxel
0

Haja LEGO para construir tão bem a Terra-média!

Desde o final da longa carreira do PlayStation 2, a Traveller’s Tales tem trabalhado com a licença dos bonecos e blocos de montar da dinamarquesa LEGO para adaptar franquias como Harry Potter, Indiana Jones, Pirates of the Caribbean e Star Wars.

Dessa vez, é a vez dos bonequinhos amarelos assumirem o papel da Sociedade do Anel e dos habitantes da Terra-Média em LEGO The Lord of the Rings, game que conta toda a aventura de Frodo Bolseiro desde a sua saída no Condado até à chegada às Montanhas da Perdição.


Gigantesco como o universo de J.R.R. Tolkien, a desenvolvedora se esforçou para criar um jogo fiel à série, mas capaz de, ao mesmo tempo, agradar aqueles que têm pouca ou nenhuma familiaridade com a série. Será que tudo isso faz valer essa viagem à Terra-Média ou é melhor deixá-la para lá?

Após tantos jogos lançados representando as mais diversas franquias do cinema e dos quadrinhos, alguns podem pensar que basta ter jogado um único jogo LEGO para saber como são todos os outros. The Lord of the Rings, no entanto, chega para demonstrar que isso não é bem verdade.

Apesar de compartilhar alguns dos problemas encontrados em seus antecessores, o game marca uma evolução na série ainda maior que a encontrada em LEGO Batman 2 e oferece ainda muito mais do que os já extensos games anteriores da franquia.

Além disso, The Lord of the Rings terá um gosto ainda mais especial para os fãs de Tolkien, que verão o universo pelo escritor representado de maneira fidedigna, ao mesmo tempo em que continua digerível por aqueles que possuem pouco conhecimento da série. Desse modo, não é arriscado dizer que a série LEGO encontra aqui o seu melhor título até agora.