Imagem de Jet Set Radio
Imagem de Jet Set Radio

Jet Set Radio

Uma experiência divertida, mas que não esconde sua idade

Disponibilizado originalmente para o DreamCast em 2000, Jet Set Radio (ou Jet Grind Radio, nome pelo qual o jogo ficou conhecido no Ocidente) é fruto de uma época em que a SEGA usava seus recursos para criar experiências inovadoras e não se preocupava somente em explorar exaustivamente a marca Sonic. Doze anos depois de seu lançamento, o game ganhou um remake em HD que chegou ao PlayStation 3, PlayStation Vita, Xbox 360 e PC.

Img_normal
Bastante influenciado pela cultura hip-hop dos anos 90, o jogo coloca você no controle de uma gangue de grafiteiros conhecida como GGs, que tem a missão de trazer mais cor à cidade fictícia de Tokyo-To. Em seu caminho estão grupos rivais como os Love Shockers, os Noise Tanks e a Poison Jam, que devem ser derrotados conforme você amplia seus domínios e sua influência.

O BJ conferiu de perto todos os detalhes da versão HD de Jet Set Radio e traz para você uma análise completa do título. Será ele uma simples forma de apelar para a nostalgia dos fãs da SEGA ou o jogo tem qualidades que permitem a ele competir diretamente com lançamentos recentes? A resposta você confere no texto abaixo.

Embora seja interessante, a versão em HD de Jet Set Radio não consegue esconder o fato de que se baseia em algo criado há mais de uma década. Embora a reformulação gráfica do game chame a atenção pela sua qualidade, o mesmo cuidado não foi dado à sua jogabilidade, que parece datada em relação a outros lançamentos mais recentes.

Fonte da imagem: BJ
O fato de que quase nada mudou em relação ao título original é frustrante, já que nenhum dos problemas envolvendo a câmera do jogo foi arrumado e os comandos continuam demorando a responder em muitos momentos — algo que se torna ainda mais digno de crítica quando se nota que muitas soluções já haviam sido empregadas na sequência Jet Set Radio Future, lançada para o Xbox em 2002.

Em resumo, a atualização de Jet Set Radio é um título competente, mas que vai deixar jogadores novos curiosos sobre os motivos que fizeram o game se tornar um clássico do DreamCast. Comparado a outros lançamentos recentes, o jogo entrega uma experiência divertida embora frustrante em muitos momentos, em que é impossível não ficar com a sensação de que o produto que se tem em mãos foi lançado de forma incompleta.