Imagem de Alpha Protocol
Imagem de Alpha Protocol

Alpha Protocol

Nota do Voxel
60

Mike é um espião eloquente, mas muito desajeitado

Img_originalMike Thorton. O sobrenome parece demandar um “n” antes do segundo “t” para se conformar a vários nomes encontrados na língua inglesa — falta esta que não se limita ao nome do protagonista, já que o jogo inteiro parece ter alguns elementos desaparecidos. Mas julgar um livro pela capa não é interessante, então é preciso explorar mais a fundo para ver o que Alpha Protocol pode proporcionar.

Concebido pela Obsidian Entertainment — a mesma desenvolvedora de Neverwinter Nights 2 — e publicado pela SEGA, o título promete ser um RPG de espionagem. Isso porque o cerne da jogabilidade é composto por elementos tradicionalmente vistos em jogos de operações especiais, mas grande parte da narrativa segue traços típicos de RPGs.

O objetivo parece ser o de misturar os dois mundos e criar um jogo de ação que não limite o jogador a eliminar todos os adversários que vê pela frente — o sistema de diálogo elaborado de Alpha Protocol permite vários outros caminhos para o alcance dos objetivos do protagonista. Mesmo assim, a trama não foge muito dos lugares-comuns vistos em formas de entretenimento que retratam espiões.

A grande diferença é, sem dúvida alguma, a possibilidade do jogador definir qual é o tipo de personagem que pretende interpretar — nas palavras dos próprios desenvolvedores, assumir comportamentos similares aos de três “JBs”: Jason Bourne, Jack Bauer e James Bond. Portanto, quem está familiarizado com o gênero não terá problemas em encontrar familiaridades durante a partida.

O conceito de Alpha Protocol é certamente muito bom. Mostrar vários lados da vida de um agente secreto — mesmo que de forma bastante romantizada — e explorar a capacidade de tomada de decisões do jogador é algo muito interessante. O problema é quando os desenvolvedores não conseguem transformar a ideia original em algo concreto.

Execução. Foi neste ponto que o título pecou — e pecou de forma tão grave que arrastou tudo o mais para baixo, diminuindo severamente a qualidade geral do game. Por mais que a pessoa goste da narrativa e se envolva com a história, ela não continuará jogando por muito tempo se a jogabilidade em si for frustrante e nada recompensadora.

Como sempre ressaltamos aqui no Baixaki Jogos, é importante para nós que um jogo cumpra sua promessa. Alpha Protocol prometia um jogo de espionagem com um forte elemento de interpretação. A interpretação está presente, mas como espião Mike Thorton deixa muito a desejar — especialmente em comparação a outros grandes nomes do gênero.