Longa vida ao cheiro de gasolina e aos pneus queimados! [vídeo]

Videoanálise

Poucas coisas podem ser menos objetivas e lógicas do que uma boa corrida de carros. Afinal, trata-se de carros caríssimos queimando quantias absurdas de combustível, normalmente para dar voltas em um mesmo lugar por horas a fio... Um verdadeiro pesadelo para qualquer ativista em busca de aperfeiçoamentos e medidas ecológicas para salvar o planeta da mais completa catástrofe ambiental. Como esquecer isso tudo, ao menos durante algum tempo? Simples: ouça o rugido demoníaco de uma Ferrari.

A visão acima resume uma das primeiras coisas que você verá ao colocar a sua novíssima cópia de Forza Motorsport 4 no console. Ok, as palavras do controverso jornalista Jeremy Clarkson provavelmente soam melhor... Mas o ponto central se mantém: FM 4 é mais do que apenas um jogo. É, antes, um dos últimos redutos em que você poderá causar danos absurdos à natureza e à propriedade alheia enquanto rasga o asfalto com um motor que poderia colocar um Boeing no ar. Enfim, é para quem realmente gosta de carros e develocidade.

Img_normal

De fato, após ultrapassar os motivos poéticos que abrem a experiência do nova versão do celebrado simulador de corrida da Micrisoft, o que há são vários motivos objetivos capazes de agradar tanto aos fãs calejados de simuladores de corridas quanto àquele sujeito que tem sua primeira experiência com um carro que não se mantém sozinho na pista.

A proposta de Turn 10 para o novo Forza não parece mesmo ter nada de humilde. Há aqui uma lista gigantesca contendo muitos dos carros que abarrotam os sonhos da maioria dos mortais. Há também uma nova inteligência artificial que não se parece em nada com os carrinhos de autorama dos jogos de corrida mais antigos. Por fim, há também um espetáculo visual praticamente sem precedentes, com reflexos, sombras e detalhes de um preciosismo que beira o inacreditável.

Mas não, não se trata de algo inteiramente inédito. “Isso é ruim?”. De forma alguma. Embora os genes de Forza Motorsport 3 sejam bastante evidentes, a experiência geral foi aperfeiçoada. Amplificada. Se há algo mais? Vamos aos detalhes.

Forza Motorsport 4 é uma espécie de caminho sem volta. Mesmo que a crítica se mantenha apenas na própria franquia, trata-se aqui de diversas inclusões que definem um novo patamar de possibilidades para a simulação de corrida. Ademais, há algumas da imagens mais belas que já se viu em um jogo de corrida... Um jogo que é tão acessível para jogadores hardcore quanto para novatos.

Enfim, para quem compartilha da visão de Jeremy Clarkson (confira o início deste texto), não há muito o que pensar. Há aqui mais de 500 carros, boa parte que compõem os sonhos de consumo da maioria das pessoas viciadas em cheiro de gasolina e pneus queimando. O que dizer? O negócio é esquecer a objetividade de todo o resto... E afundar o pé em um poderoso, barulhento e poluidor V8.

Clique aqui para saber como funcionam os critérios das análises do Baixaki Jogos!

Agradecemos a Denien S. Hanashiro, da loja Only Games, por ceder gentilmente o jogo ao BJ.