Enshrouded: novo RPG online da Steam agrada e tem futuro promissor - Review de Acesso Antecipado

11 min de leitura
Imagem de: Enshrouded: novo RPG online da Steam agrada e tem futuro promissor - Review de Acesso Antecipado
Imagem: Reprodução / Voxel

Enshrouded foi um dos games mais populares durante o último Steam Next Fest. A sua versão demo foi a mais baixada e jogada no período, o que acabou fazendo com que o jogo chegasse rapidamente ao acesso antecipado, no qual ainda deve durar cerca de um ano até seu lançamento oficial.

Mas será que toda a empolgação criada em torno da sua versão grátis realmente se concretizou, ou Enshrouded foi mais um daqueles jogos superestimados cujo marketing agiu melhor do que o próprio game? Confira o review completo!

Liberte o mundo da "Mortalha"

A história de Enshrouded é bem simples. Logo no começo do game, você é apresentado a um enredo que diz basicamente que é preciso libertar o mundo de uma névoa, chamada de Mortalha, que é responsável por abrigar criaturas e outros perigos dentro dela. Ao longo do jogo, pouca coisa é acrescentada à trama além de libertar determinados NPCs, que por sua vez ajudarão a evoluir seus itens, mas que tão pouco tem relação com a história principal.

A Mortalha é uma nevoa responsável por abrigar criaturas e outros perigosA Mortalha é uma nevoa responsável por abrigar criaturas e outros perigosFonte:  Reprodução / Voxel 

Fica nítido que isso é apenas um pretexto raso para colocar o jogador em uma batalha contra monstros que vivem nessas regiões. Portanto, se o seu foco é um jogo para se envolver com trama, sinto dizer que em Enshrouded isso passa longe.

Mas a boa notícia é que essa ausência de trama não atrapalha em nada o bom andamento do game. Afinal, em jogos nos quais ele declaradamente se inspira também não há enredo digno de prêmios. E vou além: é até interessante essa liberdade com a história principal, tanto para realizar as missões principais sem uma ordem exata, como também deixar que o próprio personagem dite como será o ritmo, o início e o fim da sua aventura.

Em Enshrouded é possível escolher a ordem das missões para progredir no jogoEm Enshrouded é possível escolher a ordem das missões para progredir no jogoFonte:  Reprodução / Voxel 

Um jogo de sobrevivência mais justo

Desde toda a sua campanha de anúncio, a Keen Games nunca negou que Enshrouded era uma mescla de jogos como Zelda e Valheim (e onde eu também coloco Minecraft), mas com uma experiência mais acessível à temática de sobrevivência. Sendo assim, ele prometia ser um RPG Online, onde seus fracassos não seriam tão punitivos como em outros títulos. A promessa foi cumprida, e essa é de longe a cereja do bolo.

Dessa forma, Enshrouded conta com um imenso mapa que assusta logo no começo do jogo. Nele, é possível visualizar uma imensidão de localidades escondidas, junto com um pequeno pedaço de terra, que é seu local inicial. E acredite, assusta ainda mais depois que metade dele ganha dezenas de marcações de locais visitados, ou que contam com missões a serem concluídas.

O mapa do jogo é um dos maiores do gêneroO mapa do jogo é um dos maiores do gêneroFonte:  Reprodução / Voxel 

Com isso, morrer em um determinado ponto do cenário assusta mais pela distância necessária para retornar ao local do que por perder boa parte dos seus itens, que acabam ficando lá esperando seu retorno. Há uma série de formas de contornar esse problema, como colocar um Altar da Chama para realizar viagens rápidas, só que eles contam com uma limitação, precisando ser posicionados de forma estratégica para poupar tempo.

Também há uma série de bugigangas, principalmente o Planador, onde você pode saltar de um ponto alto, e ir planando até uma área mais distante. Mas ainda sim não é suficiente, então prepare-se para viajar muito pelas regiões do jogo e perder um bom tempo com isso.

E ainda sobre a questão da sobrevivência, em Enshrouded há outros aspectos que influenciam nisso. Por exemplo, o cair da noite não é tão perigoso quanto em outros jogos, pois há somente mais criaturas, que por sua vez mantêm o mesmo nível de dificuldade do dia comum. E por fim, a região do seu vilarejo, mesmo que tenha uma limitação de segurança, ainda sim pode ser invadida por algum monstro. Mas é um número tão baixo que confesso estar mais confiante de ser um bug do que de uma ação normal do jogo.

A noite em Enshrouded não é tão perigosa como em outros jogosA noite em Enshrouded não é tão perigosa como em outros jogosFonte:  Reprodução / Voxel 

Já os combates são simples e traiçoeiros. Essa é a melhor forma de resumir esse sistema cuja mecânica seja à risca os jogos do gênero, e traz basicamente um comando de ação, um de defesa, e outro para se esquivar de seus inimigos. Mesmo assim, há como criar as mais loucas estratégias, principalmente contra os chefes de regiões, onde vale até mesmo aplicar o famoso "bater uma vez e correr sempre".

Só que ao mesmo tempo qualquer um deles pode te levar rapidamente à morte, já que até um inimigo comum causa bastante dano, mesmo sendo eliminado facilmente. Isso dá um gostinho de soulslike, mesmo que no somatório ele esteja longe de se encaixar no gênero. Entretanto, fica sempre a sensação de que achar uma criatura pelo inimigo não é uma das coisas mais agradáveis, principalmente durante a exploração do mapa.

Não é vergonha correr de inimigos mais poderososNão é vergonha correr de inimigos mais poderososFonte:  Reprodução / Voxel 

Construa tudo que puder

Como dito anteriormente, por mais que Enshrouded tenha similaridade com clássicos do gênero, a minha maior comparação é com Minecraft. Isso porque a principal mecânica do jogo é justamente a de construção, já que ela dita o ritmo de basicamente tudo no enredo, do início ao fim.

Logo no começo do jogo, é crucial que você perca um bom tempo aprendendo a construir o básico, que por sua vez já é um extenso leque de recursos. Seja para criar a sua moradia, ou suas armas e escudos, é preciso ir atrás de pedras, madeiras, e outros itens básicos para criar certos itens, que irão se tornar outros itens, e por aí vai. Esse processo é um pouco desgastante e poderia ser mais simples Me arrisco a dizer que pode ser o ponto de corte de muitos jogadores, principalmente os menos pacientes e mais focados na ação pura.

Sistema de construção é o principal elemento do jogoSistema de construção é o principal elemento do jogoFonte:  Reprodução / Voxel 

Ação essa que pode sim ser escolhida desde o começo do jogo. Em outras palavras, é possível deixar de lado esse momento de construção para desbravar o mapa eliminando criaturas e coletando tesouros e recursos. Só que a dificuldade imposta pela falta de equipamentos torna o game quase um soulslike, onde a morte para um inimigo é apenas uma questão de tempo.

Entretanto, com o passar das horas, esse mesmo sistema de construção se torna algo rotineiro e pode até mesmo ser deixado de lado. Por mais que cada NPC libertado te dê um leque novo de opções de itens, esses por sua vez podem ser deixados de lado, já que não são obrigatórios como o gancho para alcançar partes mais altas, ou o planador citado anteriormente.

No fim das contas, a impressão que tive foi que, por mais que ele seja um atrativo ao game, ainda sim ele perde um pouco do sentido ao longo do tempo. A não ser que seu objetivo seja muito mais criar uma vila e expandir seu território do que desbravar o imenso mapa em busca de ação. Nesses casos, o jogo fará com que você perca horas e horas construindo as mais incríveis estruturas que a sua imaginação permitir.

Você pode gastar horas e horas evoluindo seu vilarejo, ou fazer como eu e optar por casas bem simplesVocê pode gastar horas e horas evoluindo seu vilarejo, ou fazer como eu e optar por casas bem simplesFonte:  Reprodução / Voxel 

Mistura de classes

Assim como em todo jogo de RPG, também é possível escolher a sua classe em Enshrouded. Entretanto, isso é feito ao decorrer do jogo, onde o jogador também tem como opção mesclar elementos de habilidades de diferentes classes para moldar o seu personagem.

Na parte inicial do jogo, você pode utilizar qualquer tipo de arma, desde clavas e machados, até varinhas e cajados. À medida que você evolui de nível e ganha pontos de experiência, é possível desbloquear habilidades referentes a uma ou mais classes, formando assim personagens como Guerreiros Magos ou Bárbaro Arqueiros.

Sistema de habilidades é amplo e repleto de opções de escolhaSistema de habilidades é amplo e repleto de opções de escolhaFonte:  Reprodução / Voxel 

Por exemplo, desde o começo do game optei pelo uso de varinhas para ataques à distância, e ao mesmo tempo me identifiquei com armas mais pesadas que eliminam criaturas de uma forma mais rápida. Sendo assim, priorizei habilidades que aumentavam a minha força, e consequentemente o meu dano, e também habilidade mágicas que causavam um dano maior com armas mágicas.

Esse sistema é excelente para criar personagens com habilidades variadas, principalmente no modo Single Player, onde não há outros aliados para combinar estratégias. Já no multiplayer, que conta com suporte para até 16 jogadores no mesmo servidor, é mais interessante cada um apresentar um personagem mais centrado em uma função, ou seja, com habilidades específicas de uma única classe.

É possível mesclar habilidades de diferentes classes para auxiliar nos combatesÉ possível mesclar habilidades de diferentes classes para auxiliar nos combatesFonte:  Reprodução / Voxel 

Visual encantador, mas repetitivo demais

Eu consegui jogar Enshrouded no período de testes fechados em um PC munido de uma NVIDIA GeForce 3080, o que permitiu reproduzir o título nas mais altas opções gráficas. E o que mais chamou atenção na parte visual foi justamente a ambientação do jogo, principalmente em relação à profundidade de regiões exibidas no mapa.

Em outras palavras, por muitas vezes me peguei indo até o topo de uma montanha para observar em detalhes os perigos à minha frente. E com o decorrer do jogo, principalmente depois de dissipar boa parte da Mortalha, fica ainda mais nítido enxergar determinadas partes do mapa, como torres, fortalezas, e outras localidades.

Enshrouded  precisa de um leque mais diversificado de inimigosEnshrouded  precisa de um leque mais diversificado de inimigosFonte:  Reprodução / Voxel 

Mas ao mesmo tempo, fora dessas partes é tudo muito igual, o que chega a confundir em alguns momentos, já que as cavernas parecem ter sempre o mesmo formato, assim como montanhas e algumas pequenas florestas. Para completar, os inimigos também sofrem com esse problema, principalmente nas primeiras horas do jogo, que cheguei a me questionar se iria encontrar algo além de lobos e zumbis azulados.

Já o sistema de sombra e luz é aplicado de uma forma bem eficiente. Ao sair de um ambiente escuro e ir para a parte externa do mapa, há aquele momento de troca de ambientação idêntica ao que sofremos no dia a dia ao passar por isso. Já à noite, há um belo sistema de iluminação por tochas ou feitiços mágicos que fazem com que tudo seja muito real.

Isso faz com que Enshrouded torne-se um jogo referência no quesito visual? Não! Mas todos esses elementos fazem com que ele seja um dos mais belos dentro um gênero que carece justamente de boas opções em relação a gráficos.

Ambientação do jogo é uma das mais belas do gêneroAmbientação do jogo é uma das mais belas do gêneroFonte:  Reprodução / Voxel 

É preciso conviver com bugs e outros problemas

Enshrouded foi lançado oficialmente nesta quarta-feira (24) exclusivamente para PCs no formato de Acesso Antecipado. Dessa forma, durante todo esse período, o jogo ainda passará por atualizações para melhorá-lo até o lançamento final. E isso fica fácil de notar, já que não é difícil encontrar um bug ou falha durante a sua jornada.

A principal delas é em relação ao sistema de construção, mais especificamente na parte que envolve terrenos. Por muitos momentos tive o personagem preso em buracos, praticamente invisíveis, criados na hora de remover um elemento por outro, já que a precisão de posicionamento não é 100% eficaz.

O game sofre com bugs, principalmente na mecânica de construçãoO game sofre com bugs, principalmente na mecânica de construçãoFonte:  Reprodução / Voxel 

Mas o que incomoda mesmo são as falhas durante os combates. Tem um lado bom de ver inimigos mais fortes simplesmente abdicando de atacar você, para não fugirem da área onde foram programados para permanecerem. Mas tem também o lado ruim de contar com um sistema de esquiva bastante falho, ou de receber ataques que, mesmo passando longe do seu personagem ou atravessando paredes, ainda sim causam dano.

Caso essas falhas não sejam solucionadas rapidamente, Enshrouded corre o risco de perder um enorme público. Isso porque o jogo tem um potencial enorme, em um dos gêneros mais populares do momento, mas que por pequenos problemas pode perder espaço para concorrentes mais consolidados no mercado.

Combates também apresentam pequenas falhas ao longo do jogoCombates também apresentam pequenas falhas ao longo do jogoFonte:  Reprodução / Voxel 

Vale a pena?

Enshrouded tem potencial para se tornar uma febre, assim como aconteceu com Valheim e tantos outros. O jogo soube mesclar elementos de títulos de sucesso, principalmente no sistema de criação, que é completo e viciante para quem curte, e um prato cheio para os streamers do gênero. Já a sua mecânica de sobrevivência não é tão punitiva, o que torna o game mais acessível para todos os tipos de público.

Entretanto, como um jogo de RPG online, ele ainda precisa evoluir bastante. Mesmo que ele traga um sistema de habilidade que permite mesclar classes, ele ainda carece de melhorias nos combates, e conteúdo para preencher o imenso mapa. Isso porque mesmo que seja instigante e desafiador desbloquear todas as regiões, tal tarefa não é tão recompensadora como deveria. Cabe a Keen Games aproveitar esse período de Acesso Antecipado e fazer melhorias significativas para compensar a aquisição no seu lançamento oficial.

Enshrouded tem tudo para ser um dos destaques de 2024Enshrouded tem tudo para ser um dos destaques de 2024Fonte:  Reprodução / Voxel 

Nota do Voxel: 82

Pontos positivos (prós): 

  • Mapa Imenso a ser explorado;
  • Sistema de mistura de classes e habilidades;
  • Liberdade para escolher modo de progredir no jogo;
  • Visual não deixa nada a desejar. 

Pontos negativos (contras): 

  • Inimigos repetitivos demais;
  • Tudo muito escasso e longe no começo ;
  • Historia superficial demais;
  • Muitos bugs.

Enshrouded foi testado no PC com uma chave da Steam cedida pela Keen Games. O Voxel ressaltar que a review foi realizada com a versão de acesso antecipado (early access) do game. Ou seja, o texto reflete a experiência de lançamento e o game deve sofrer alterações com o passar do tempo.

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.